• Kátia Boroni

Entrevista Ronivon Viana

Atualizado: Nov 4



Entrevista com Ronivon Viana, proprietário da Enfalco


Ronivon Viana é importantíssimo para a falcoaria brasileira, não apenas por ser um criador de aves de rapina no seu criadouro Enfalco em Uberlândia – MG, mas também por ser um excelente falcoeiro, sendo uma referência no treinamento e voo de falco femoralis.

Pioneiro, trabalhador, dedicado e super carismático, ele gentilmente concedeu ao site Diário de Estudos de Falcoaria uma entrevista, focada para quem irá comprar uma coruja tyto furcata com ele, uma das espécies mais populares vendidas pelo seu criadouro Enfalco.

Se você tem interesse em comprar uma coruja, ou já tem uma coruja reservada com ele, leia esta entrevista e saiba mais sobre o manejo, cuidados e alimentação adequada à sua futura corujinha! No final da entrevista está o contato da Enfalco para você poder reservar a sua coruja ou outras das aves que ele disponibiliza para venda na Enfalco.

Ronivon Viana is very important for Brazilian falconry, not only for being a breeder of raptors in his breeding center called Enfalco in Uberlândia - MG, but also for being a great falconer, being a reference in training and flying falco femoralis. A Pioneer falconer, dedicated and very charismatic, he gently gave the site Falconry Studies Journal an interview, focused for those who will buy an owl tyto furcata with him, one of the most popular species sold in the breeding center Enfalco. If you are interested in buying an owl, or have already reserved an owl with him, read this interview and learn more about the management, care and adequate food to your future owlet! At the end of the interview is the contact of Enfalco so you can reserve your owl or other bird he offers for sale in Enfalco.


Ronivon Viana es muy importante para la cetrería brasileña, no sólo por ser un criador de aves rapaces en su centro de reproducción llamado Enfalco en Uberlândia - MG, sino también por ser un gran cetrero, siendo una referencia en reproducir y volar los Falco femoralis. Cetrero pionero, dedicado y muy carismático, él gentilmente concedió esta entrevista al sítio Diário de Estudios de Cetreria, direccionada para aquellos que van a comprar una lechuza Tyto furcata con él, una de las especies más populares vendidas en su centro de cría Enfalco. Si usted está interesado en la compra de una lechuza, o ya ha reservado una con él, lea esta entrevista y aprenda más acerca de los cuidados, manejo y alimentación adecuada para su futura lechuza! Al final de la entrevista está el contacto de Enfalco para que pueda reservar su lechuza u otra ave que él ofrece a la venta en Enfalco.

* Tirando as dúvidas sobre a coruja de igreja ou Suindara (Tyto furcata)

* Solving the doubts about the Barn owl

* Sacando las dudas acerca de la Tyto furcata


1-Quando há disponibilidade para a compra de corujas ?

When is it possible to buy owls?

¿Cuándo hay disponibilidad para la compra de lechuzas?

As Tyto furcata são conhecidas por ser uma espécie bastante prolífera , havendo as condições favoráveis (alimento , local de nidificação, etc) as mesmas podem efetuar mais de uma postura por ano , em cativeiro elas podem efetuar mais de 4 posturas por ano , desde que haja alimento suficiente , alojamento e manejo adequados ! Quanto a disponibilidade depende muito da oferta ( nº de filhotes nascidos) e procura (compradores) !

Hoje somos os únicos no país a reproduzir a Tyto furcata , portanto não precisa ser dito que a procura é enorme, no entanto procuramos atender todas as pessoas que nos procuram, mas vale ressaltar que nem tudo depende da nossa boa vontade, ou seja, a biologia não é uma ciência exata, desta forma nem sempre conseguimos entregar o filhote no tempo que o comprador desejaria; o meu conselho para quem deseja comprar uma Tyto furcata, é tentar fazer a reserva com antecedência e ter um pouco de paciência, pois o momento de receber o seu tão desejado filhote vai chegar !

Tyto furcata is known to be a very prolific species, with favorable conditions (food, breeding grounds, etc.) they can lay more than one a year, in captivity they can lay more than 4 times each year since provided sufficient food, adequate housing and handling! The availability depends largely on the supply (number of owlets born) and demand (buyers)!

Today we are the only ones in the country to reproduce the species Tyto furcata therefore needless to say that the demand is enormous, but we try to attend to all the people who come to us, but it is noteworthy that not everything depends on our good will, that is, Biology is not an exact science, so we cannot always deliver the owlet in time the buyer wishes; my advice for anyone wanting to buy a barn owl is trying to make a reservation in advance and have a little patience because the time to get your desired owlet will come!

La lechuzas tyto furcata son conocidas por ser una especie muy prolífica, que con condiciones favorables (alimentos, viveros, etc.) pueden hacer más de una puesta al año, y en cautiverio pueden hacer más de 4 puestas cada año desde que haya suficiente alimento, además de vivienda y manejo adecuado! La disponibilidad depende en gran medida de la oferta (número de cachorros nacidos) y la demanda (compradores)!

Hoy somos los únicos en el país reproduciendo la tyto furcata, por lo tanto, no es necesario decir que la demanda es enorme, pero tratamos de cumplir con todas las personas que vienen a nosotros, pero hay que destacar que no todo depende de nuestra buena voluntad, es decir, La biología no es una ciencia exacta, por lo que no siempre se puede entregar el cachorro en el tiempo que desea el comprador. Mi consejo para cualquier persona que desee comprar una Tyto furcata es que haga una reserva con antelación y tenga un poco de paciencia porque el tiempo para que llegues tu lechuza vendrá!

2-Quais são os materiais necessários para se ter uma Tyto furcata em casa e onde posso encontra-los ?

What are the materiais necessary to have a Tyto Furcata at home and where can I find them?

¿Qué materiales se necesitan para tener una tyto furcata en casa y donde puedo encontrarlos?

Os “materiais “ necessários para se ter basicamente são os mesmos de qualquer outra ave de rapina, ou seja vai desde o alojamento adequado até equipamentos de treinamento, manejo, alimentação etc. Hoje já é possível encontrar tais materiais aqui mesmo no Brasil, seja através de sites especializados, seja de particulares .

The "materials" needed to have are basically the same as any other bird of prey, ie ranges from adequate accommodation to training equipment, management, food etc. Today it is possible to find such materials right here in Brazil, either through specialized sites or individual sellers.

Los "materiales" necesarios básicamente son los mismos para cualquier otra ave de presa, es decir, va de un alojamiento adecuado desde a los equipos de entrenamiento, manuseo, alimentación, etc. Hoy en día es posible encontrar tales materiales aquí en Brasil, ya sea a través de sitios especializados, ya sea con vendedores privados.

Ps: Vá na página de materiais do site que lá você encontra links para comprar tudo o que você precisa. * Go to materials session in this site and see the links to buy everything you need. * Va a la sesión de materiales de mi sitio y encontrarás links para comprar todo lo que necesite.

3- Com quanto tempo a coruja é enviada para o comprador?

How old is the owl sent to the buyer?

¿Con cuántos días la lechuza es enviada a su comprador?


A partir de 25 dias de idade .

From 25 days old.

A partir de 25 dias de edad.

4- Como a coruja é criada por você ? Ela é criada pelos pais, é imprintada (duplo imprint ou total imprint) ?

How do you raise the owl? It is raised by the parents or is it imprinted (double or total imprint)?

Cómo usted crea la lechuza? Es creada por los padres, es improntada ( dual imprint o total imprint)?

Falar de imprint é um assunto muito vasto, pois existem vários níveis de “ imprint “além de muitas variáveis tornando este um campo muito complexo no que se trata de conhecimento comportamental .

As corujas que criamos para a comercialização, salvo em alguns casos específicos ( a pedido do cliente, ou com propósitos de reprodução ) são as dual imprint com ênfase ao total imprint , vou explicar melhor :

O processo de imprint de uma coruja é mais lento que de um rapinante diurno, ou seja ela leva mais tempo para se imprintar com o ser humano, desta forma se o intuito é se ter uma coruja imprint (com humanos ) o melhor a se fazer é começar o processo o mais cedo possível e por um período mais longo, desta forma é importante manter o contato direto com humanos o maior tempo possível, de preferencia desde o nascimento , ou que pelo menos nas primeiras semanas de vida !

Na Enfalco as corujas são criadas juntas em grupos de filhotes e com a exposição bastante acentuada ao convívio humano, por isso a colocação de “ Dual imprint : convivem com a própria espécie e o ser humano “ , com ênfase ao total imprint , pois acentuamos bastante o contato com pessoas mais do que haveria de ser com outras aves de rapina criadas por nós. Lembrando que a meu conceito uma ave total imprint teria que ser isolada do convívio da sua espécie e ter convívio somente com humanos até a formação total do seu caráter , somente assim poderia se dizer que tal ave é um total imprint.

Optamos por criar corujas desta forma, pois foi observado que quando as mesmas são criadas pelos pais o seu nível de rejeição ao ser humano é enorme, tornando demasiado dificultoso o seu manejo !


Talking about imprint is a very big subject, because there are various levels of "imprint" and many variables making it a very complex field when it comes to behavioral knowledge. The Owls we breed for selling, except in some specific cases (the customer's request, or reproduction purposes) are dual imprint emphasizing the total imprint, I'll explain it better:

The imprinting process of an owl is slower than the one from a diurnal predator, in other words, it takes longer to imprint with humans, so if the intention is to have an imprinted owl (with humans) the best thing to do is to start the process as soon as possible and for a longer period, thus it is important the direct contact with humans as long as possible, preferably sincebirth, or at least in the first weeks of life!

In Enfalco owls are raised together in groups of young and with an intense exposure to human interaction, so the statement of "Dual imprinting: the owlets live with their own species and humans", emphasizing the total imprint as we emphasize the contact with people more than we would do with the other birds of prey raised by us. Just remember that my concept of total imprinting would be raising the owl totally isolated from its own species and having contact only with humans until its character is totally formed, only in this way we could say the bird is a total imprint.

We chose to raise the owlets that way because it has been noticed that when they are raised by their parents, their level of rejection to human beings is enormous, making their management too difficult!


Hablar de imprint es un gran tema, porque hay varios niveles de "impronta" y muchas variables haciendo este un campo muy complejo cuando se trata de conocimiento del comportamiento.

Las lechuzas que creamos para la comercialización, salvo en algunos casos específicos (la solicitud del cliente, o con fines de reproducción) son de doble impronta enfatizando el total imprint, voy a explicarlo mejor:

El proceso de impronta de una lechuza es más lento que el de una ave de presa diurna, lo que significa que se necesita más tiempo para improntar con los seres humanos, por lo que si la intención es tener una lechuza improntada (con humanos) lo mejor que se puede hacer es iniciar el proceso tan pronto como sea posible y durante un período más largo, por lo que es importante mantener el contacto directo con los humanos el mayor tiempo posible, preferiblemente desde el nacimiento, o al menos en las primeras semanas de vida!

En Enfalco las lechuzas son creados juntos en grupos de jóvenes y con exposición constante y muy fuerte con los humanos, por lo que la colocación de "impronta Dual: viven juntos con su propria especies y con humanos", haciendo hincapié en la impronta total, pues acentuamos mucho el contacto con personas más de lo que hacemos con las otras aves de presa creadas por nosotros. Es importante acordar que para mí el concepto de total imprint es cuando el ave es isolada del contacto con su especie y solamente convive con los seres humanos hasta la formación total de su carácter. Solamente en este caso se puede decir que dicha ave es total imprint.

Elegimos crear las lechuzas de esa manera porque se observó que cuando se crean por los padres, su nivel de rechazo al ser humano es enorme, lo que hace muy dificultoso su manuseo!

5- Por ser imprintada , a coruja vocaliza o tempo todo? Como é a questão do barulho?

As the owlet is imprinted, does it vocalize all the time? How noisy is it?

Debido a que sea improntada, la lechuza vocaliza todo el tiempo? ¿Cómo es el tema del ruido?

Bem, todo mundo queria uma coruja mansinha e silenciosa, certo ?! Mas nem sempre isto é possível ! pois como foi mencionado anteriormente no processo de imprint de uma coruja é necessário o seu convívio com humanos desde o mais cedo possível, desta forma também reforça a chance de termos uma das mais indesejadas formas de imprint que é o “ imprint de comida “, ou seja a coruja entende que você é o provedor de alimento e vai procurar sempre pedir por comida quando sentir que você está por perto. Contudo, como também foi mencionado anteriormente isto varia de individuo para individuo, ou seja uns podem ser mais barulhentos que outros !

Agora a pergunta : Existem formas de solucionar ou amenizar o problema da vocalização ?! Sim, mas como tudo que se trata de comportamento depende de muitas variáveis !

Algumas atitudes de manejo podem ajudar a diminuir a vocalização , tais como :

Procurar sempre oferecer a quantidade de comida correta no momento de fazer a alimentação, evitando tambem a falta de comida por um tempo maior que o necessário .

Tentar conviver com o filhote por um período além daquele que for feita a alimentação, ou seja evitar que o filhote te veja somente quando for alimenta-lo, mostrando para ele que a sua convivência faz parte da sua vida como um todo e não somente como provedor de alimento.

Deixe que ela se alimente sozinha (quando possível e com monitoramento ) em um pratinho, mas lembrando que dar comida no bico fortalece os vínculos, no entanto também trás consigo muitas vezes a dependência de alimentos .

Outra forma bastante eficiente que é inclusive usada por nós, quando queremos uma coruja mansa mas que não vocalize tanto consiste no seguinte manejo:

Após a completa formação física do filhote, ou seja por volta dos 80 dias de idade, o mesmo é deixado por um período de uns 2 meses em um recinto aonde não há convivência com humanos, nem mesmo visual , após este período ele é retirado do recinto , equipado e trazido novamente a convivência com pessoas. No inicio ele se apresenta um pouco arredio mas em poucas semanas volta a ficar manso e com um nível de vocalização muito baixo !


Well, everyone wants a tame and silent owl, right?! But this is not always possible! As it was mentioned earlier in the imprinting process of an owl it´s necessary a close contact with humans as early as possible, in this way it also reinforces the chance to have one of the most unwanted forms of imprint which is the "food imprint" or when the owl understands that you are the food provider and will always ask for food when it feels you're around, but it was also mentioned earlier, this varies from individual to individual, ie some may be louder than others!

Now the question: Are there ways to solve or alleviate the problem of vocalization?! Yes, but like everything that is related to behavior, it depends on many variables!

Some management actions can help reducing the vocalization, such as:

Always try to provide the correct amount of food when you feed it, avoiding also the lack of food longer than necessary. Try interacting with the owlet for a period besides the feeding time, in other words, try to avoid that the owlet only sees you when you are going to feed it, showing to the bird that your interaction is part of its life as a whole, and not only as a food provider. Let it to feed alone (when possible and with monitoring) on a small plate, but remember that giving food in its beak strengthens the bonds, however also brings with it many times dependence on food.

Another very effective way that is even used by us when we want a tame owl but that doesn´t vocalize, consists of the following management:

After the complete physical formation of the owlet, in other words when its about 80 days old, it is left for a period of about 2 months in a room with no interaction with humans, even visually, after this period it is removed from this room, equipped and brought back to live with people, at first it appears a little aloof but in a few weeks it gets tame again and with a very low vocalization level!

Bueno, todo el mundo desea una lechuza bien dócil y silenciosa, ¿verdad?! Pero esto no siempre es posible! ya que como se mencionó anteriormente en el proceso de impronta de una lechuza, se necesita el contacto con los seres humanos desde lo más pronto posible, y de esta manera también se refuerza la oportunidad de tener una de las formas más indeseadas de impronta que es la "impronta alimentar", o sea, la lechuza va a entender que usted es el proveedor de alimentos y va a pedir comida siempre cuando ella siente que usted está alrededor. Pero también como se mencionó anteriormente, esto varía de un individuo a otro, es decir, algunos pueden ser más ruidosos que los demás!

Ahora la pregunta: ¿Hay maneras de resolver o aliviar el problema de la vocalización? Sí, pero como todo lo que se trata de comportamiento, esto depende de muchas variables!

Algunas acciones de manejo pueden ayudar a reducir la vocalización, tales como:

Siempre busque ofrecer la cantidad correcta de alimentos en el momento de la alimentación, y evite también la falta de alimentos durante más tiempo de lo necesario. Trate de convivir con la lechuza por un período más allá del momento de alimentarla, o evite que la lechucita sólo te vea cuando se la alimenta, lo que demuestra que tu coexistencia es parte de su vida como un todo y no solamente como proveedor de alimentos. Deja que ella alimente a sí misma (cuando sea posible y con vigilancia) en un plato pequeño, pero sin olvidarse que darle comida en el pico fortalece los lazos, sin embargo, también trae consigo muchas veces la dependencia de los alimentos.

Otra manera muy eficaz que se utiliza incluso por nosotros cuando queremos que una lechuza mansa pero que no vocalice tanto consiste en la siguiente gestión: Después de completa la formación de la cría, o sea, alrededor de los 80 días de edad, el mismo es dejado por 2 meses en un espacio donde no haya interacción con humanos, ni mismo visual, y después de este tiempo él es retirado del espacio, equipado y traído de nuevo para la convivencia con las personas. En el inicio él se presenta un poco bravo, pero después de pocas semanas vuelve a quedarse manso y con un nivel de vocalización muy bajo!

6- Como a coruja é enviada para o seu comprador ?

How is the owl sent to the buyer?

¿Cómo la lechuza es enviada para su comprador?

A coruja é enviada na maioria das vezes através do transporte aéreo , salvo quando o cliente se reside próximo ao criadouro ou prefere vir busca-la pessoalmente. A corujinha é enviada em uma caixa de transporte acrílica em tamanho adequado .

The owl is sent mostly by air transport, except when the client lives near the breeding center or would prefer coming here to pick it up personally. The owlet is sent in an acrylic carrying case of an appropriate size.

La lechuza es enviada sobre todo por el transporte aéreo, excepto cuando el cliente se encuentra cerca del centro de reproducción o prefiere venir a recogerla personalmente. La lechucita se envía en una caja de transporte de acrílico de tamaño apropiado.

7- Como devem ser os primeiros cuidados com a coruja, assim que ela chega?

How should be the first care of the owlet, as soon as it arrives?

Como deben ser los primeros cuidados con la lechuza, así que llega?


Devemos ter sempre em mente que quando um animal muda de ambiente, é preciso algum tempo de adaptação para que o mesmo volte a agir da forma “normal” ; sendo assim o que mais ouvimos quando alguém recebe um filhote de coruja é o seguinte comentário : “ nossa ela está muito brava, e tenta me atacar com o bico , etc”

Não é que a coruja seja brava, ela está apenas dando a resposta a um ambiente e pessoas estranhas a ela , sendo assim é natural que a maioria dos filhotes fiquem um pouco nervosos nos primeiros contatos com os novos donos, mas isso normalmente vai melhorando , e dentro de poucos dias os mesmos já se mostram bastante mansos !

E sempre digo que a melhor forma de conseguirmos uma coruja bem mansinha é deixar que ela participe do convívio das pessoas, ou seja , manter o maior contato possível com o filhote, e tentar socializar com tudo a sua volta, não só com pessoas mas com outros animais (sempre com monitoração) , o ambiente , etc.

As Tyto furcatas são conhecidas por gostarem de carinhos no rostinho, principalmente entre os olhos nas cerdas que cobrem o bico, muitas vezes chegam a dormir, sendo assim quando puder faça um carinho nesta região que elas com certeza vão adorar !


Também é natural que algumas vezes os filhotes não queiram se alimentar nas primeiras vezes que a comida é oferecida, se isto acontecer, deixe a comida próxima a ele por algum tempo e observe o seu comportamento, normalmente ele após passada os primeiros momentos irá voltar a comer normalmente. Outro ponto importante é saber respeitar os horários de alimentação, por isso procuramos informar aos compradores os horários que as mesmas costumavam se alimentar no criadouro. Seguir uma rotina é importante para o seu desenvolvimento correto.

Quando o filhote chega em casa, a primeira coisa a fazer é retira-lo da caixa de transporte, observar se esta tudo bem com a sua integridade física e em seguida coloca-lo em um local que seja tranquilo, arejado, com temperatura agradável (nem muito quente, mem muito frio) mas ao mesmo tempo que não seja isolado.

Algumas corujas são enviadas quando ainda não conseguem voar, e outras já dando pequenos voos, ou até mesmo efetuando voos completos, de acordo com o pedido do cliente, como já foi dito anteriormente.

Se for um filhote que ainda não consiga voar , pode-se coloca-lo em uma caixa aberta por cima, com um substrato tal como cascalho, ou areia grossa ou similar. Se for um filhote maior que já consiga efetuar pequenos voos o mesmo deve ser colocado em um cômodo ou recinto aonde o mesmo possa ter espaço de locomoção.

Lembrando que seja como for não se deve privar o filhote do convívio familiar. Muitas pessoas me perguntam se podem deixar o filhote dentro de uma caixa com apenas uma cavidade para ele entrar, eu respondo que não é o ideal, pois suindaras já tem a pré-disposição de adentrar em cavidades e desta forma é muito fácil da mesma se isolar do convívio com as pessoas e se tornar arredia quando for retirada desta cavidade. Portanto, sempre lembrando que é muito importante não isolar a sua corujinha !

Como manusear a coruja * Manning of an owl * Cómo manejar la lechuza


We must always bear in mind that when an animal changes its environment, it´s necessary some time for its adaptation so it can go back acting in its “normal” way. Therefore what we hear when someone gets an owlet the following comment: "wow, it is very angry, and it tries to attack me with its beak, etc." It's not that the owl is mad, she's just giving the answer to an environment and people strange to her, so it is natural that most owlets are slightly nervous in the first contacts with the new owners, but this will usually improve, and within a few days the same are already quite tame!

And I always say that the best way to achieve a very tame owl is letting her participate in the daily life of people, ie maintain the greatest possible contact with the owlet, and try to socialize with everything around it, not only with people but with other animals (always with monitoring), the environment, etc.

Tyto furcata are known to like being pet in the face, especially between the eyes on the bristles covering the nozzle, and often they get to sleep, so when you can pet in this region that they will surely love it!

It is also natural that sometimes owlets do not want to feed the first few times the food is offered, if this happens, leave the food next to it for a while and observe its behavior, normally after the first moments it will return to eat normally, another important point is to respect the feeding times, so we try to inform the buyers the times that they used to be fed in the breeding center. Following a routine is important for its proper development.

When the owlet arrives home, the first thing to do is removing it from the carrying case, see if it's everything alright with its physical integrity and then put it in a quiet place, airy, with nice temperature (not too hot, not too cold) but at the same time that is not isolated.

Some owls are sent when they cannot fly, and others already making small flights, or even making full flights, according to the customer's request, as previously stated.

If it´s an owlet that can´t fly yet, you can put it in an open box on top with a substrate such as gravel or sand or similar. If it´s a bigger owlet that can already make small flights, it must be placed in a room or enclosure where it has mobility space. Remember that in no ways the owlet should be deprived from contact with the family. Many people ask me if they can leave the owlet in a box with only a cavity for him to get in, I answer that it is not ideal, because barn owls already have a predisposition to enter into cavities and thus it is very easy that the owlet isolates itself from contact with people and become aloof when it´s removed from the cavity. Therefore, always remember that it is very important not to isolate your owlet!

Siempre debemos tener en cuenta que cuando un animal cambia de entorno, es necesario algún tiempo de adaptación para que él pueda volver a actuar “normalmente”, siendo así lo que más escuchamos cuando alguien recibe una lechucita es el siguiente comentario: "Dios mío, ella está muy enojada, y trata de atacarme con su pico, etc."

No es que el búho esté bravo, ella está solamente dando la respuesta a un entorno y a personas extrañas a la misma, por lo que es natural que la mayoría de las lechucitas se pongan un poco nerviosas en los primeros contactos con los nuevos propietarios, pero esto suele mejorar, y dentro de unos días ellas ya están bien mansas.

Y yo siempre digo que la mejor manera de lograr un búho bien dócil es dejarla participar en la convivencia con las personas, es decir, mantener el mayor contacto posible con la lechuza, y tratar de socializarla con todo lo que la rodea, no sólo con personas, pero con otros animales (siempre con supervisión), el medio ambiente, etc.

Se sabe bien que a Las tyto furcatas les gusta recibir caricias en la cara, especialmente entre los ojos en las cerdas que cubren la boquilla, a menudo llegan a dormir, así que cuando usted pueda haga un masaje en esta región que seguramente la encantará!

También es natural que a veces las lechucitas no quieran comer en las primeras veces que se la ofrece, si esto sucede, deje la comida al lado de ella por un tiempo y observe su comportamiento, normalmente después de pasado el primer momento la lechuza volverá a comer normalmente. Otro punto importante es aprender a respetar las horas de la comida, así que tratamos de informar a los compradores los horarios que las lechuzas eran alimentadas en el criadero. Seguir una rutina es importante para su desarrollo adecuado.

Cuando la lechucita llega a casa, lo primero que se debe hacer es sacarla de la caja de transporte, ver si ella está bien con su integridad física y luego ponerla en un sitio que sea tranquilo, bien ventilado, con una agradable temperatura (no demasiado caliente, tampoco demasiado frío) pero, al mismo tiempo que no sea aislado.

Algunos búhos se envían cuando no todavía no pueden volar, y otros ya dan pequeños vuelos, o incluso hacen vuelos completos, de acuerdo con la solicitud del cliente, como fue dicho anteriormente.

Si la lechuza todavía no puede volar, puede ponerla en una caja abierta en la parte superior con un sustrato tal como grava o arena gruesa o similar. Si es una lechuza mayor que ya haga pequeños vuelos, ella debe ser puesta en una habitación o recinto donde pueda tener espacio para moverse.

Recordando que en todo caso no se debe privar la lechuza de la vida familiar. Mucha gente me pregunta si se puede dejar la lechucita en una caja con sólo una cavidad para que ella entre, y yo respondo que no es lo ideal, porque las lechuzas tyto furcata ya tienen una predisposición a entrar en las cavidades y por lo tanto es muy fácil para ella aislarse del contacto con las personas y volverse enojada cuando se la saca de esta cavidad. Por lo tanto, siempre recordando que es muy importante no aislar la lechuza!

8- Com quais equipamentos a coruja é enviada para o seu comprador?

With which equipment is the owlet sent to the buyer?

¿Con cuáles equipos la lechuza es enviada al comprador?


Nós enviamos a corujinha com os seguintes equipamentos: bracelete, almery jesses, destorcedor, leash, a não ser que o comprador peça que a mesma seja entregue sem os equipamentos .

We send the owlet with the following equipment: anklets, almery jesses, swivel and leash, unless the buyer ask us to deliver the owl without the equipment.

Nosotros enviamos la lechucita con los siguientes equipos: Polaina o abrazadera, pihuelas aylmeri, tornillo y lonja, excepto si el comprador nos pide que la misma sea enviada sin los equipos.

9-Qual a alimentação que você recomenda dar para a coruja, ratos ou codornas ? E qual a quantidade aproximada nos primeiros dias de alimentação ?

What kind of food do you recommend to give to the owl, mice or quail? And what is the approximate amount of food in the first days of feeding?

¿Qué alimentos usted sugiere dar a las lechuzas, ratones o codornices? ¿Y cuál es la cantidad aproximada en los primeros días de la alimentación?


Os dois alimentos citados acima são bons para se dar a um filhote de coruja, incluindo pintinhos , no entanto, em uma escala eu classificaria em :

1º Ratos ou camundongos

2º Codornas

3º Pintinhos

Quanto a quantidade e a frequência , isto varia de acordo com a idade dos filhotes.

Lembrando sempre que corujas não possuem “papo” como os rapinantes diurnos, portanto o alimento vai direto para o estomago do filhote. Quanto a quantidade o melhor a se fazer é observar o comportamento do filhote, e, além disto, uma boa técnica é apalpar a “ barriguinha “ ou seja a região abdominal do mesmo pois quando a mesma estiver “durinha” ao toque é um indicativo de que já é hora de parar. Normalmente a idade que os filhotes são enviados os mesmos já sabem a hora de parar de comer, ou seja, quando eles se sentem cheios eles não mais aceitam comida quando esta é oferecida.

Somente para se dar um exemplo :

Uma coruja com aproximadamente 30 dias pode ser alimentada com 2 camudongos medios em cada tratada, 3 vezes ao decorrer do dia ou da noite.

Observa-se que proporcionalmente a quantidade e a frequência de comida vai diminuindo de acordo com o crescimento do filhote; ou seja, no inicio ele vai comer 3 vezes ao dia , depois 2 vezes e finalmente será alimentado somente uma vez, naturalmente ele vai balanceando a quantidade de comida necessária ao seu desenvolvimento.

Alimentando a coruja/ la lechuza * Feeding the owl


The two foods mentioned above are good to give an owlet, including chicks, however, on a scale I would rate like this:

1º mice or rats

2º quail

3º chicks

As the amount and frequency this varies depending on the age of the owlets.

Always remember that owls do not have crop as the diurnal predators do, so the food goes straight to the stomach of the owlet. As the amount the best thing to do is to observe the owlet´s behavior and moreover a good technique is to feel the "belly" that is the abdominal region of the same, and when you touch it and it´s "a little hard" this indicates that it's time to stop. Usually the age that owlets are sent they already know when to stop eating, that is, when they are full they no longer accept food when it is offered.

Just to give an example:

An owl approximately 30 days old may be fed with 2 medium mice in each feeding time, three times during the day or night.

It is observed that proportionally the amount and frequency of food decreases according to the growth of the owlet; that is, at the beginning it will eat three times a day, then 2 times and finally will be fed only once, it will naturally balance the amount of food necessary for its development.


Los dos alimentos mencionados anteriormente son buenos para dar una cría de lechuza, incluyendo polluelos, sin embargo, en una escala yo clasificaría así:

1 Las ratas o ratones

2 codorniz

3 polluelos

En relación a la cantidad y frecuencia, esto varía en función de la edad de las crías. Es importante acordarse siempre que los búhos no tienen buche como los depredadores diurnos, así que la comida va directamente al estómago de la cría de lechuza. Cuanto a la cantidad lo mejor que puede hacer es ver el comportamiento de la lechucita, y, además, una buena técnica es sentir la "panza", que es la región abdominal de la misma que cuando está "durita" es indicativo que es el momento de parar. Por lo general, la edad que enviamos las lechucitas ellas ya saben cuándo dejar de comer, es decir, cuando se sienten llenas ya no aceptan alimentos cuando se los ofrece.

Sólo para dar un ejemplo:

Una lechuza de aproximadamente 30 días se puede alimentar con 2 ratones medios en cada momento de alimentación, tres veces al día o a la noche.

Se observa que proporcionalmente la cantidad y frecuencia de comida va disminuyendo de acuerdo con el crecimiento de la lechuza; es decir, al principio ella va a comer tres veces al día, y luego 2 veces y finalmente se alimenta sólo una vez, que, naturalmente ella va equilibrando la cantidad de alimento necesaria para su desarrollo.


ENFALCO - Ronivon Vianna

Uberlândia - Minas Gerais - Brasil

enfalco@yahoo.com.br

#tytofurcata #Corujas #owls #Falcoaria #Falconry #cetreria

#tytoalba #barnowl #suindara #corujadeestimação

242 visualizações

Webmaster: Kátia Boroni I  MTB: 002.0435/MG

Copyright © 2015-2020 - Diário de Falcoaria - All rights reserved