• Kátia Boroni

Entrevista * Interview Kalen Pearson

Atualizado: 17 de Jun de 2019



Entrevista concedida dia * Interview given on 01/11/15

Você quer saber um pouco mais sobre o trabalho de controle de fauna ou abatimento de aves no EUA? Leia a entrevista com Kalen Pearson. Muito obrigada pela entrevista!

Do you want to know a little more about the fauna control or Bird abatement in the US? Read the new interview with Kalen Pearson. Thank you very much for the interview!

Quieres saber un poco más sobre cómo es el trabajo de control de fauna en EEUU? Lea la entrevista con Kalen Pearson. Muchas gracias por la entrevista!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nos conte um pouco mais sobre você, de onde você é e onde você mora?

Tell us a little about yourself. Where are you from and where do you live?

Cuéntenos un poco más acerca de usted, ¿Dé donde es y dónde vive?

Eu nasci na costa do oceano do estado de Washington, eu vivi lá grande parte da minha vida. Atualmente, eu sou uma viajante, eu trabalho para Falcon Force e viajo pelos Estados Unidos trabalhando no abate de pássaros. A Falcoaria tem se desenvolvido muito em todo o mundo, e se desenvolveu para práticas que não eram feitas na era medieval, como o uso da falcoaria para a educação ambiental, no controle de fauna em aeroportos, etc.

I was born on the ocean coast of Washington state, I have lived there the large majority of my life. Currently, I am a traveller, I work for Falcon Force and travel the United States providing bird abatement. Falconry has developed a lot all over the world, and has developed to practices that were not done in medieval times, such as using falconry for environmental education, to fauna control in airports, etc.

Nací en la costa del océano del estado de Washington, he vivido allí la gran mayoría de mi vida. Actualmente, soy una viajera, trabajo para Falcon Force y viajo por los Estados Unidos haciendo la reducción de las aves. La cetrería se ha desarrollado mucho en todo el mundo, y se ha desarrollado a prácticas que no se hacían en la época medieval, como el uso de la cetrería para la educación ambiental, el control de la fauna en los aeropuertos, etc.



www.falconforce.com

Como você define a falcoaria?

How do you define falconry?

¿Cómo usted define la cetreria?

Eu gosto de pensar que a falcoaria ainda é definida tradicionalmente & historicamente como "a arte de caçar com aves de rapina". Na verdade, é uma arte, como não há uma única maneira de realização, como temos visto ao longo dos anos. Especialmente nos dias de hoje, onde somos capazes de nos comunicarmos com outros falcoeiros de todo o mundo com a internet agora, estamos descobrindo que existe e sempre existiu, mais do que uma forma de treinar com sucesso várias espécies de aves de rapina. As corujas, por exemplo, que se pensava serem burras, lentos e que não valia a pena serem treinadas, agora estamos vendo grandes falcoeiros como Anna Sanchez treinando algumas das espécies de coruja mais teimosas, e caçando com elas com sucesso. A arte de treinar rapinantes por si só é ainda praticada com educação ambiental e controle de fauna, apesar de que nós podemos mudar o objetivo da prática, tais como afugentar aves consideradas como praga ao invés de caça-las, ou voo ao punho de longa distância e voo ao lure.

Mesmo a educação ambiental é extremamente importante para a comunidade da falcoaria, quando bem feita, faz os falcoeiros e rapinantes serem vistos com bons olhos pelo olhar do público; e isto é algo que nós realmente precisamos. Eu acho que a Falcoaria não é apenas uma palavra, é uma entidade respirante que toma conta de você e nunca deixa você ir embora.

I like to think that falconry is still defined traditionally & historically as "the art of hunting with birds of prey". It is indeed an art, as there is no single way to accomplishment, as we've seen over the years. Especially in the modern day, where we are able to communicate with other falconers all over the world with the internet now, we are discovering that there is and always was, more than one way of successfully training various raptor species.

The owls for example, once thought to be dumb, slow and not worth training, now we are seeing great falconers like Anna Sanchez training some of the most stubborn owl species, and successfully hunting game with them. The art of training raptors itself is still practiced with environmental education and fauna control, though we may change the goal of the practice, such as chasing off pest birds rather than hunting them, or long distance recalls and lure flying.

Even environmental education is incredibly important to the falconry community, when done right, it brings falconers and raptors into a positive light in the public eye; And that is something we really need. I think Falconry is not just a word, but a living, breathing entity that gets a hold of you and never lets go.


Me gusta pensar que la cetrería es todavía definida tradicionalmente e históricamente como "el arte de la caza con aves de presa". De hecho, es un arte, ya que no hay una única forma de realización, como hemos visto en los últimos años. Especialmente en la época actual, donde ahora con internet somos capaces de comunicar con otros cetreros por todo el mundo, estamos descubriendo que hay y siempre hubo, más que una forma de entrenar con éxito varias especies de rapaces.

Los búhos por ejemplo, que antes se creían que eran tontos, lentos y que no valía la pena entrenarlos, ahora estamos viendo grandes cetreros como Anna Sánchez entrenar a algunas de las especies de búhos más rebeldes, y con éxito están cazando presas salvajes con ellos. El arte del entrenamiento de rapaces todavía se practica con la educación ambiental y el control de la fauna, aunque podemos cambiar el objetivo de la práctica, como para ahuyentar los pájaros considerados como plagas en lugar de cazarlos, o hacer vuelo al puño de larga distancia y vuelo al señuelo.

Incluso la educación ambiental es increíblemente importante para la comunidad de la cetrería, cuando se la hace bien, y crea una imagen positiva en la opinión pública de los cetreros y rapaces; y eso es algo que realmente necesitamos. Creo que la cetrería no es sólo una palabra, sino una entidad viva, respirante, que se apodera de ti y te deja partir.

Como você avalia a evolução da falcoaria ao redor do mundo?

How do you evaluate the evolution of falconry worldwide?

¿Cómo tu valoras la cetrería alrededor del mundo?

Eu acho que eu posso estar me repetindo pelo o que já disse antes, mas com a invenção da internet e com os livros que estando mais facilmente acessíveis, somos capazes de adotar tantas técnicas diferentes de todo o mundo, e este é um conhecimento que nunca tivemos antes. Da bacia de alimentação de águias na Mongólia, a caça na selva com accipiters nos trópicos, neste momento, a falcoaria como um todo tem a capacidade de estar mais avançada do que nunca. Quase não há necessidade de aprender por erro mais, porque muitos falcoeiros em nosso passado cometeram esses erros, e ou eles escreveram sobre eles e como evita-los, ou repassaram esse conhecimento para outra pessoa. Eles chamam o nosso tempo atual de Era Informacional, e isso também se aplica a falcoaria.

I think I may be repeating myself from before, but with the invention of the internet and books being more readily accessible, we are able to adopt so many different techniques from all over the world, and knowledge we never had before. From bowl feeding eagles in Mongolia, to jungle hunting with accipiters in the tropics, at this point in time, falconry as a whole has the ability to be more advanced than ever before. There is almost no need to learn by error anymore, because so many falconers in our past have committed these errors, and either wrote about them and how to avoid it, or passed on that knowledge to another person. They call our current time the Informational Age, and that too applies to falconry.


Creo que puedo estar me repitiendo de lo que ya he dicho, pero con la invención de la Internet y con los libros más fácilmente accesibles hoy, nosotros somos capaces de adoptar tantas técnicas diferentes de todo el mundo, y este es un conocimiento que nunca tuvimos antes. De la alimentación de águilas en tazones en Mongolia, de la caza en la selva con accípitres en los trópicos, en este momento, la cetrería en su conjunto tiene la capacidad de ser más avanzada que nunca. Casi no hay necesidad de aprender de un error más, porque muchos cetreros en nuestro pasado han cometido estos errores, y, o bien escribieron acerca de ellos y cómo evitarlos, o transmitieron ese conocimiento a otra persona. Llaman a nuestro tiempo actual de la Era Informacional, y eso también se aplica a la cetrería.

Qual seria o future da falcoaria, em sua opinião?

What would be the future of falconry, in your opinion?

¿Cuál sería el futuro de la cetrería en tu opinión?

Eu realmente espero que não mude muito, mas ela está avançando tecnologicamente e psicologicamente. Espero que ainda possamos representar o seu significado histórico, e manter a forma tradicional como ela era. Mas, novamente, nós tivemos incríveis novos avanços e mudanças. A telemetria por exemplo, eu não consigo imaginar a sensação que um falcoeiro teve ao ouvir o sinal sonoro do receptor pela primeira vez, quando ele pensou que seu Falcão tinha se perdido para sempre.

E agora que temos o sistema GPS Marshall, é quase impossível perder um pássaro hoje. Mas então você olha para o nosso equipamento; nossos capuzes, bolsas, Jesses e tornozeleiras, que realmente não muraram muito, a não ser pelos materiais usados e algumas pequenas atualizações no design. Sua função é sempre a mesma, eu não acho que se possa mudar muito isso, só posso esperar que a falcoaria permaneça tão apaixonante, romântica e que consome a alma como era no seu auge, e é ainda hoje.

I really hope that it doesn't too change much, but it is advancing technologically and psychologically. I hope that we can still represent the historical significance, and maintain the traditional form as it was. But then again, we've had amazing new breakthroughs and changes. Telemetry for instance, I can't imagine the feeling a falconer had when hearing that beep of the receiver for the first time, when he thought his falcon was lost forever.

And now we have the Marshall GPS system, it's nearly impossible to lose a bird any more. But then you look at our gear; our hoods, bags, jesses and anklets, that really hasn't changed much other than materials used and a few minor upgrades in design. Their function is all the same, I don't think that can change much All in all, I can only hope that falconry remains as passionate, romantic and soul consuming as it was in its peak, and is today.

Realmente espero que no cambie demasiado, pero está avanzando tecnológicamente y psicológicamente. Espero que todavía podamos representar el significado histórico, y mantener la forma tradicional como era. Pero, de nuevo, hemos tenido increíbles nuevos avances y cambios. La telemetría por ejemplo, no me puedo imaginar la sensación de un halconero tuvo al oír el pitido del receptor por primera vez, cuando pensaba que su halcón se había perdido para siempre.

Y ahora tenemos el sistema Marshall GPS, y ahora es casi imposible perder un pájaro. Pero entonces nos fijamos en nuestro equipo; nuestras caperuzas, bolsas, pihuelas y polainas, que en realidad no han cambiado mucho con excepción de los materiales utilizados y algunas mejoras en el diseño. Su función es la misma de siempre, no creo que eso pueda cambiar mucho en general, sólo puedo esperar que la cetrería sigue siendo tan apasionada, romántica y que continúe consumiendo el alma como lo hacía en su apogeo, y cómo es hoy en día.

Qual é a importância do trabalho de controle de fauna hoje em dia?

What is the importance of fauna control nowadays?

¿Cuál es la importancia del trabajo de control de fauna hoy en día?

O controle de fauna hoje em dia é extremamente importante. Nós construímos cidades onde havia florestas, e aramos terreno agrícola onde havia planícies e sálvia. Temos empurrado a natureza e seus habitantes para os cantos mais distantes do nosso país, dando-lhes pequenas parcelas de terra para viver, longe da sociedade moderna. Mas a realidade é, as coisas podem sair do controle quando você jogar um monte de macacos em uma pequena sala juntos e esperar que eles se comportem e sejam felizes. Os números das espécies crescem e caem dependendo dos danos que tivermos feito, o clima anormal, doenças e todos esses tipos de coisas.

A natureza não tem apenas que se acomodar para distúrbios naturais, mas o homem cria ocorrências também, e há consequências para isso. O maior problema que a sociedade enfrenta agora, é que nós temos que manter o equilíbrio, uma vez que nós perturbamos o equilíbrio e jogamos outro cozinheiro na cozinha. Por exemplo, sem o equilíbrio da população de coiotes, temos danos significativos para o número de coelhos e roedores, eles vêm ainda mais longe para as áreas residenciais, comem os seus gatos e galinhas, remexem o seu lixo, o risco de raiva, etc.

Assim, o equilíbrio deve ser restabelecido para compensar a vida moderna tomando a natureza. O mesmo vale para as espécies invasoras que são de fato uma realidade devastadora para os seres humanos e para a natureza. O estorninho comum, por exemplo, é prejudicial não só para outras espécies, mas para a nossa produção de alimentos. Eles podem vir em enxames na casa dos milhares e consumir até 70% da safra de um fazendeiro em uma temporada. E eles são ladrões de ninho, eles pirateiam ninhos de aves muito especiais, como pica-paus e as andorinhas azuis (progne subis), podem colocar até 8 ovos e seus filhotes voam em menos de um mês. É fácil para os animais como estes ficarem fora de controle, destruir habitats, impedir que outras espécies prosperem, e fazendo com que os fazendeiros precisem aumentar os preços de culturas para que recuperem financeiramente as grandes perdas de suas colheitas.


Fauna control in today's age is incredibly important. We have built cities where there were forests, and plowed farm land where there were plains and sage. We have pushed nature and its inhabitants to the furthest corners of our country, giving them little plots of land to live on, away from modern society. But the reality is, things can get out of hand when you throw a bunch of monkeys in a small room together and expect them to behave and be happy. Species numbers rise and fall depending on damage we have done, freak weather, disease and all these kinds of things.

Nature not only has to accommodate for natural disturbances, but man made occurrences too, and there are consequences to that. The biggest problem society faces now, is that we have to maintain the balance, since we have disrupted the balance and thrown another cook into the kitchen. For instance, without balancing the coyote population, we have significant damage to the numbers of rabbits and rodents, they come further into residential areas, eating your cats and chickens, getting into your garbage, rabies risks, etc.


So the balance must be reestablished to compensate for modern living overtaking the nature. The same goes for invasive species that are indeed a devastating reality to humans and nature, the European Starling for example is detrimental not only to other species, but to our food crops. They can swarm in the thousands and consume somewhere in the number of up to 70% of a farmer's crop in one season. And they are nest stealers, they pirate nests of very special birds like woodpeckers and purple martins (progne subis) , can lay up to 8 eggs and have their young flying in less than a month. It is easy for animals like this to get way out of control, destroy habitats, prevent other species from flourishing, and causing farmer's to increase prices of crops to financially recover from the major losses of their harvest.

El control de fauna en la época actual es increíblemente importante. Hemos construido ciudades donde había bosques y arado la tierra agrícola donde había llanuras y salvia. Hemos impulsado la naturaleza y sus habitantes hasta el último rincón de nuestro país, dándoles pequeñas parcelas de tierra para vivir, lejos de la sociedad moderna. Pero la realidad es, las cosas pueden salir del control cuando se lanza un montón de monos en una pequeña habitación juntos y se espera que se comporten bien y sean felices. Los números de las especies números ascienden y descienden en función de los daños que hemos hecho, el clima anormal, la enfermedad y todo este tipo de cosas.


La naturaleza no sólo tiene que adaptarse a las perturbaciones naturales, pero el hombre interfirió también, y hay consecuencias a eso. El mayor problema que la sociedad enfrenta ahora, es que tenemos que mantener el equilibrio, ya que hemos roto el equilibrio y puesto otro cocinero en la cocina. Por ejemplo, sin el equilibrio de la población de coyotes, tenemos un daño significativo a la cantidad de conejos y roedores, ellos llegan más lejos en las zonas residenciales, comen sus gatos y gallinas, revuelven la basura, hay el riesgo de la rabia, etc.

Así que el equilibrio debe ser restablecido para compensar la vida moderna tomando la naturaleza. Lo mismo ocurre con las especies invasoras que son de hecho una realidad devastadora para los seres humanos y la naturaleza, el estornino europeo (sturnus vulgaris), por ejemplo, es perjudicial no sólo para otras especies, pero a nuestros cultivos alimentarios. Ellos pueden pulular en los miles y consumir hasta el 70% de la cosecha de un granjero en una temporada. Y son ladrones de nidos, que piratean nidos de aves muy especiales como pájaros carpinteros y las golondrinas purpureas, pueden poner hasta 8 huevos y sus crías vuelan en menos de un mes. Es fácil para los animales como este llegaren fuera de control, destruyeren hábitats, impedir que otras especies florezcan, y hacen que los agricultores tengan que aumentar los precios de los cultivos para que se recuperen económicamente de las grandes pérdidas de sus cosechas.


Como é o seu trabalho com controle de fauna nos EUA?

How is your work with fauna control in the US?

¿ Cómo es tu trabajo con control de fauna en los EEUU?

O Controle Fauna, ou abatimento de pássaros como chamamos nos EUA, está em ascensão. Mais do que nunca, o abatimento é uma importante necessidade e está atualmente em alta demanda. No Falcon Force, somos capazes de combater as pragas em quase todos os ambientes desde resorts, centros comerciais, campos de golfe, parques de diversões, vinhas, pomares e outras culturas que estejam com necessidade desesperada de alívio de espécies de pragas. Realmente não há fim para a lista de indústrias que precisam de nossa ajuda.

A vida moderna produz um monte de lixo, há pessoas que deixam cair batatas fritas no chão, latas de lixo transbordando com restos de comida, os lixões e aterros estão transbordando com comida. Os humanos tornaram incrivelmente fácil para os catadores comerem e florescerem rapidamente. Há uma fonte inesgotável de alimentos para que eles consumam, e essas criaturas nunca vão embora quando há uma oferta tão abundante de alimento a sendo desperdiçado todos os dias, construções para viverem e fazerem ninho, e sua adaptação à vida em um ambiente urbano os protege de seus predadores naturais, usando basicamente os seres humanos como um escudo. Mais notavelmente estorninhos, pombos e gaivotas sendo os infratores primários. É onde aves de rapina intervir e encerrar o show, os infratores têm de ir para outro lugar.

Fauna control, or bird abatement as we call it in the US, is on the rise. More than ever, abatement is a major necessity and is currently in high demand. At Falcon Force, we are able to combat pests in almost every environment from resorts, shopping centers, golf courses, entertainment parks, vineyards, orchards and other crops in desperate need of relief from pest species. There really is no end to the list of industries that need our help.

Modern living produces a lot of waste, we've got people dropping french fries on the ground, trash cans over flowing with left over food, the garbage dumps and land fills are overflowing with food. Humans have made it incredibly easy for scavengers to eat and flourish rapidly. There is a never ending supply of food for them to consume, and these creatures will never go away when there is such an abundant supply of food being left out every day, buildings to nest in, and their adaption to living in an urban environment protects them from their natural predators, basically using humans as a shield. Most notably starlings, pigeons and seagulls being the primary offenders. That's where raptors step in and shut down the show, the offenders have to go somewhere else.

Control de fauna, o reducción de aves como la llamamos en los EE.UU., está en aumento. Más que nunca, la reducción es una necesidad importante y tiene actualmente una gran demanda. En Falcon Force, somos capaces de combatir las plagas en casi todos los ambientes, desde resorts, centros comerciales, campos de golf, parques de entretenimiento, viñedos, frutales y otros cultivos en necesidad desesperada de alivio de especies de plagas. Realmente no hay fin a la lista de industrias que necesitan de nuestra ayuda.

La vida moderna produce muchos residuos, la gente deja caer las patatas fritas en el suelo, botes de basura, los basureros transbordan con restos de comida y los rellenos de tierra están llenos de comida. Los seres humanos han hecho que sea increíblemente fácil para los carroñeros coman y florezcan rápidamente. Hay una cantidad interminable de alimentos para que ellos consuman, y estas criaturas nunca desaparecen cuando hay un suministro tan abundante de comida que se tira todos los días, edificios para anidarse, y su adaptación a la vida en un entorno urbano los protege de sus depredadores naturales, básicamente utilizando los seres humanos como un escudo. Los estorninos, palomas y gaviotas son los delincuentes primarios más notables. Ahí es donde las aves rapaces intervienen y cierran el show, los delincuentes tienen que ir a otro lugar.


Quando a falcoaria chamou a sua atenção pela primeira vez?

When did falconry call your attention for the first time?

¿Cuándo la cetrería te llamó la atención por primera vez?

Eu tenho um início bastante típico para a minha história. Eu sempre amei pássaros, mantinha aves quando era criança. Eu trabalhei treinando animais selvagens e exóticos a maioria da minha vida. Eu trabalhei em centros de reabilitação da vida selvagem. Mas não foi até cerca de 5 anos atrás, quando eu conheci um falcoeiro pela primeira vez e este foi o início de uma paixão pela falcoaria que te consome inteira e que parece ficar mais intensa à medida que o tempo passa.

I have a pretty typical beginning to my story. I always loved birds, kept birds as a child. I worked training wild and exotic animals the majority of my life. I worked in wildlife rehabilitation centers. But it wasn't until about 5 years ago that I met a falconer for the first time and that was the beginning of an all consuming passion for falconry that seems to get more intense as time goes on.

Tengo un comienzo bastante típico para mi historia. Siempre me han gustado las aves, cuando era niña yo mantenía aves. Trabajé entrenando animales salvajes y exóticos la mayor parte de mi vida. Trabajé en centros de rehabilitación de fauna silvestre. Pero no fue hasta hace unos 5 años que conocí a un cetrero por primera vez y eso fue el comienzo de la cetrería que es una pasión que te consume entera y que parece quedarse más intensa a medida que pasa el tiempo.

Como foi o seu início na falcoaria? Você teve ajuda de um falcoeiro experiente?

How was your beginning in falconry? Did you have any help from an experienced falconer?

¿Cómo fue tu inicio en la cetrería? ¿Tuviste la ayuda de un cetrero experto?

Sim, eu tive um tutor. Nos EUA, somos obrigados a passar por um teste, obter um tutor para nos ensinar e certifique-se que não fazemos nada estúpido, e ter uma licença oficial como aprendiz por 2 anos antes de sermos capazes de praticar falcoaria sozinhos . A comunidade da falcoaria é muito coesa aqui, e há tantos falcoeiros dispostos a partilhar os seus conhecimentos, então eu pude contatar muitos outros falcoeiros durante esse período de tempo, e até hoje, desenho conhecimento e experiência com os outros. É uma bênção ter uma espécie de família, sendo que estamos todos reunidos por causa deste único amor que todos nós compartilhamos.

I did, I had a sponsor. In the US, we are required to pass a test, get a sponsor to teach us and make sure we don't do anything stupid, and hold an official license as an apprentice for 2 years before we are able to practice falconry on our own. The falconry community is very tightly knit here, and there are so many other falconers willing to share their knowledge, so I was able to connect with many other falconers during that period of time, and still to this day, drawing knowledge and experience from others. It is a blessing to have a family of sorts, being that we are all brought together because of this one love we all share.

Sí, yo tuve un tutor. En los EE.UU., tenemos la obligación de pasar una prueba, conseguir un tutor para enseñarnos y asegurarnos de que no hacemos nada estúpido, y mantenemos una licencia oficial como aprendiz durante 2 años antes de que seamos capaces de practicar la cetrería por nuestra cuenta. La comunidad de la cetrería es muy muy unida aquí, y hay muchos otros cetreros dispuestos a compartir sus conocimientos, por lo que fui capaz de conectarme con muchos otros cetreros durante ese período de tiempo, y aún hoy en día, cambiamos conocimiento y experiencia con los demás . Es una bendición tener una especie de familia, siendo que todos estamos reunidos debido a esto amor que todos compartimos.

Qual foi a primeira ave que você voou? Como foi a experiência?

What was the first bird you flown? How was this experience?

Cuál fue la primer ave que volaste? Cómo fue la experiencia?

O primeiro pássaro que eu voei foi um falcão peregrino (Falco peregrinus pealei). Foi o pássaro mais incrível que já conheci até hoje. Ele não foi trabalhado corretamente em seus primeiros anos por seu proprietário original, e por isso ele tinha um monte de hábitos desagradáveis e agressão para com os seres humanos e animais. Isso só demonstra o nível de responsabilidade que temos como falcoeiros para realmente aplicar o conhecimento disponível, "experimentado e verdadeiro", para não estragar um pássaro como este.


O proprietário original deste pássaro deu ao meu tutor, porque ele era incapaz e estava sem vontade de lidar com o monstro que ele o tinha tranformado. E assim, este pássaro foi uma espécie de presente de "bem-vindo à família". Meu tutor era muito rígido, e eu acho que foi a sua forma de tentar filtrar as pessoas que não estavam dedicados. Se eu não estivesse tão comprometida como eu estava, aquele pássaro teria me feito sair correndo. Rápido. Esse pássaro acabou se transformando em um grande caçador de patos.

The first bird I ever flew was a peales peregrine falcon. Nastiest bird I ever met, still to this day. She wasn't worked with properly in her early years by her original owner, and so she had a lot of nasty habits and aggression towards humans and animals alike. That just goes to show the level responsibility we have as falconers to really apply the available, "tried and true" knowledge so we don't end up with birds like this. The original owner of this bird gave her to my sponsor, because he was unable and unwilling to deal with the monster he had made. And so, this bird was sort of a "welcome to the family" gift from my sponsor... My sponsor was rough around the edges that way, and I think it was his way of trying to filter out people who were not dedicated. If I wasn't as committed as I was, that bird would have made me run for the hills. Fast. That bird turned out to be a great duck hunter.


El primer pájaro que volé era halcón peregrino (Falco peregrinus pealei). Fue el pájaro más increíble que he conocido, hasta hoy. Él no fue entrenado correctamente en sus primeros años por su propietario original, y por eso tenía una gran cantidad de hábitos desagradables y agresividad hacia los humanos y animales. Eso sólo sirve para demostrar el nivel de responsabilidad que tenemos como cetreros para aplicar realmente el conocimiento disponible, "probado y verdadero" para que no terminamos con aves como esta. El propietario original de este pájaro le dio a mi tutor, porque era incapaz y poco dispuesto a lidiar con el monstruo que había hecho. Y así, esta ave era una especie de regalo de "bienvenido a la familia" de mi tutor. Mi tutor era muy duro, y creo que era su manera de tratar de filtrar las personas que no se dedicaban. Si no estuviera tan comprometida como estaba, ese pájaro me habría hecho correr para las colinas. Rápido. Ese pájaro resultó ser un gran cazador de patos.

Hoje em dia quais aves você voa?

Nowadays which birds do you fly?

Hoy en día que aves vuelas?

Minha frota muda frequentemente, mas neste momento estou voando peregrinos principalmente os tiercel, em seguida, um falcão Barbary, um híbrido de prairie/ peregrino, e um par de gaviões asa de telha (Harris hawk) que eu uso para abatimento de gaivotas e aves aquáticas.

My fleet changes often, but currently I am flying mostly tiercel peregrines, then a barbary falcon, a prairie/peregrine hybrid, and a couple of harris hawks that I use for abatement on gulls and water fowl.

Mi flota cambia a menudo, pero actualmente estoy volando peregrinos mayoría los tiercel, a continuación, un halcón de Berbería, un híbrido de las prairie / peregrino, y un par de aguillas de harris que utilizo para la caza de las gaviotas y aves acuáticas.




Aves da Empresa Falcon Force * Birds from Falcon Force company* Aves de la empresa Falcon force

Muitos falcoeiros participam em projetos de educação ambiental no mundo. Qual é a importância destes projetos para a conservação e para o futuro da falcoaria e das aves de rapina?

Many falconers participate in environmental educational projects in the world. What is the importance of these projects for the conservation of the future of falconry and for the birds of prey?

Muchos cetreros participan de proyectos de educación ambiental en el mundo. Cuál es la importancia de estos proyectos para la conservación y el futuro de la cetrería y para las aves de presa?

A educação ambiental é tão incrivelmente importante agora, como eu disse antes, nós colocamos muitos cozinheiros na cozinha. A natureza é o chefe de cozinha, e nós estamos colocando os ingredientes na panela que irão azedar a sopa. A flora e a fauna estão ficando caóticas, tentando se aclimatar e se adaptar ao que a vida moderna tem feito para o mundo, e a natureza está tentando se reconfigurar constantemente para manter o equilíbrio. O problema é, estamos expandindo e avançando mais rápido do que a natureza pode se acomodar para equilibrar, e por isso estamos vendo as rápidas taxas de extinção de muitas espécies diferentes, estamos vendo hibridações bizarras, nós estamos vendo crescer a população de espécies recolhedoras como coiotes, ratos, gaivotas e estorninhos.

Nós estamos vendo espécies de plantas morrendo, apenas para serem substituídas por milho e trigo. Estamos vendo a terra trabalhando todo o tempo em desespero para sobreviver, diante de nossos olhos. Mas não podemos vê-la com os nossos telefones celulares, computadores e telas de televisão coladas aos nossos rostos. Há uma antiga citação de Dan George, "Em breve chegará o momento em que meu neto vai ansiar pelo grito de um pato (gavia immer), pelo brilho de um salmão, o sussurro de agulhas dos pinheiros, ou o grito de uma águia. Mas ele não vai fazer amizade com qualquer uma dessas criaturas e quando seu coração doer de saudade, ele vai me amaldiçoar. Fiz tudo para manter o ar fresco? Tenho cuidado suficiente da água? Eu permiti a águia voar em liberdade? Eu fiz tudo que podia para ganhar o carinho do meu neto? "Isso é basicamente o caminho que estamos percorrendo.

Environmental education is so incredibly important right now, as I stated before, we've got too many cooks in the kitchen. Nature is the head chef, and we're putting ingredients in the pot that are going to sour the soup. The flora and fauna are going haywire, trying to acclimate and adapt to what modern living has done to the world, and nature is trying to constantly reconfigure to maintain balance. The problem is, we are expanding and advancing faster than nature can accommodate to balance out, and because of that we are seeing rapid rates of extinction in many different species, we're seeing bizarre hybridization, we're seeing over population of scavenging species like coyotes, rats, seagulls and starlings.

We're seeing plant species dying out, only to be replaced with corn and wheat. We're seeing the earth working over time in desperation to survive, right before our eyes…. But we can't see it with our cell phones, computers and tv screens glued to our faces. There was an old quote by Chief Dan George, "The time will soon be here when my grandchild will long for the cry of a loon, the flash of a salmon, the whisper of spruce needles, or the screech of an eagle. But he will not make friends with any of these creatures and when his heart aches with longing, he will curse me. Have I done all to keep the air fresh? Have I cared enough about the water? Have I left the eagle to soar in freedom? Have I done everything I could to earn my grandchild's fondness?" That is basically what we are heading towards.


La educación ambiental es tan increíblemente importante en este momento, como he dicho antes, tenemos demasiados cocineros en la cocina. La naturaleza es el jefe de la cocina, y estamos poniendo los ingredientes en la olla que se va a agriar la sopa. La flora y fauna van loco, tratando de aclimatarse y adaptarse a lo que la vida moderna ha hecho al mundo, y la naturaleza está tratando de reconfigurarse constantemente para mantener el equilibrio. El problema es, estamos ampliando y avanzando más rápido que la naturaleza tiene capacidad para equilibrar, y por eso estamos viendo rápidas tasas de extinción de muchas especies diferentes, estamos viendo la extrañas hibridaciones, estamos viendo más de la población de las especies carroñeras como coyotes, ratas, gaviotas y estorninos.

Estamos viendo especies de plantas que mueren, sólo para que sean reemplazadas por con el maíz y el trigo. Estamos viendo que la tierra trabaja con desesperación para sobrevivir, ante nuestros ojos. Pero no podemos ver esa realidad con nuestros teléfonos celulares, computadoras y pantallas de televisión pegados a nuestras caras. Había una vieja cita del Chief Dan George, "El tiempo pronto estará aquí cuando mi nieto se quedará ansioso por el grito de un pato, el brillo de un salmón, el susurro de las agujas de abeto, o el chirrido de un águila. Pero él no hará amistad con cualquiera de estas criaturas y cuando su corazón sufra de nostalgia, me va a maldecir. ¿He hecho todo para mantener el aire fresco? ¿He me preocupado lo suficiente sobre el agua? ¿He dejado el águila elevarse en libertad? ¿He hecho todo lo posible para ganar el cariño de mi nieto? "Eso es básicamente el camino lo cual estamos siguiendo.

Você já participou de projetos de educação ambiental?

Have you ever participate in Educational Environmental projects?

Has participado de proyectos de educación ambiental?

Eu tenho, eu sempre fui ativa na comunidade ambiental. Eu tive a oportunidade de trabalhar com algumas pessoas incríveis que estão fazendo um trabalho corajoso e ousado para trazer amor e consciência para os danos que estamos causando. Eu tenho trabalhado com Predators of the Heart (Predadores do Coração) por um longo tempo, um programa de educação sobre a vida selvagem que inclui animais vivos como lobos, pumas, linces, jacarés, cobras e muito mais. Ele tem dezenas e dezenas de animais predadores com os quais ele faz programas educacionais em todo o país. Seu foco principal é tentar fazer as pessoas "Apaixonarem-se pela natureza". Ele colocou seu coração e alma a este programa nos últimos 15 anos. Há um monte de pessoas que tentam fazê-lo parar. Eles não acreditam no que ele está fazendo.


Isso traz outra citação da sabedoria do Chief Dan George, "Uma coisa a se lembrar é falar com os animais. Se o fizer, eles vão falar de volta com você. Mas se você não falar com os animais, eles não vão falar de volta com você, então você não vai entender eles, e quando você não os entende você tem medo, e quando você tem medo você irá destruir os animais, e se você destruir os animais, você vai destruir a si mesmo. "

Há um monte de programas de habitats com os quais eu trabalhei também. Para que as espécies floresçam, elas precisam de 3 coisas: comida, água e abrigo. Algumas das terras que foram reservadas para a vida selvagem não são adequadas ou sustentáveis, e por isso grupos de voluntários se juntam para ajudar a restaurar essas 3 coisas de volta para o habitat para que os animais e as plantas possam florescer corretamente lá e manter o equilíbrio.

I have, I have always been active in the environmental community. I have had the opportunity to work with some incredible people that are doing some brave and bold work to bring love and awareness to the damage we are inflicting. I have worked with Predators of the Heart for a long time, a wildlife education program that includes live wolves, cougars, bobcats, alligators, cobras, and so much more. He's got dozens and dozens of predatory animals that he does educational programs with all over the country. His main focus is trying to make people "Fall in love with nature". He has put his heart and soul into this program for the last 15 years. There are a lot of people trying to make him stop. They don't believe in what he is doing.

That brings on another quote of wisdom from Chief Dan George, "One thing to remember is to talk to the animals. If you do, they will talk back to you. But if you don't talk to the animals, they won't talk back to you, then you won't understand, and when you don't understand you will fear, and when you fear you will destroy the animals, and if you destroy the animals, you will destroy yourself." There are a lot of habitat programs I have worked with as well. In order for species to flourish, they need 3 things: food, water and shelter. Some of the land that has been reserved for wildlife is not suitable or sustainable, and so volunteer groups often get together and help to restore those 3 things back to the habitat so that the animals and plants can flourish properly there and maintain balance.


Tengo, siempre he sido activa en la comunidad ambiental. He tenido la oportunidad de trabajar con algunas personas increíbles que están haciendo algún trabajo valiente y audaz para llevar el amor y la conciencia del daño que estamos infligiendo. He trabajado con Predators of the Heart desde hace mucho tiempo, un programa de educación de la fauna que incluye lobos en vivo, pumas, linces, lagartos, cobras, y mucho más. Ha decenas y decenas de animales depredadores que hace programas educativos de todo el país tiene. Su foco principal está tratando de hacer que la gente "Enamórate de la naturaleza". Él ha puesto su corazón y alma en este programa durante los últimos 15 años. Hay un montón de gente tratando de detenerlo. Ellos no creen en lo que está haciendo.

Eso nos lleva a otra cita de la sabiduría de Chief Dan George, "Una cosa para recordar es hablar con los animales. Si lo hace, van a hablar con usted. Pero si usted no habla con los animales, no lo harán hablar con usted, entonces no va a entender, y cuando usted no entiende temerás, y cuando temes que destruirá a los animales, y si se destruye a los animales, se destruirá a sí mismo." Hay un montón de programas de hábitat que he trabajado así. A fin de que las especies que florezcan, necesitan 3 cosas: comida, agua y refugio. Parte de la tierra que se ha reservado para la vida silvestre no es adecuado ni sostenible, por lo que grupos de voluntarios a menudo se reúnen y ayudan a restaurar esas 3 cosas vuelvan al hábitat para que los animales y las plantas pueden florecer adecuadamente allí y mantener el equilibrio.

Muito obrigada pela entrevista!

Thank you very much for the interview!

Muchas gracias por la entrevista!

All pictures are her personal pictures or were taken from Falcon Force website.

www.falconforce.com


English version * Versión en Inglés con subtítulos en Español


Versão em português

#diariodefalcoaria #interviewentrevista #FalcoariaFalconrycetreria

0 visualização

Kátia Boroni é jornalista, e escreve sobre Falcoaria, aves de rapina e

Educação ambiental para os sites Diário de Falcoaria e Corujando por aí. 

 

Kátia Boroni is a journalist, and writes about Falconry, birds of prey and environmental education for the websites Diário de Falcoaria and Corujando por aí.

Webmaster: Kátia Boroni 2015

 MTB: 002.0435/MG