• Kátia Boroni

Entrevista Jemima Parry Jones

Atualizado: há 3 dias



Você é a Terceira geração de falcoeiros, e a falcoaria está no seu sangue. Você administra o Centro Internacional de Aves de Rapina no Reino Unido e é uma das mais importantes falcoeiras, reprodutora e autora de livros do mundo. É uma grande honra para mim entrevistá-la para o meu blogDiário de Estudos de Falcoaria e para o site FalcoeirasBr. Muito obrigada por esta incrível oportunidade que será de grande ajuda para todos os falcoeiros brasileiros.

You are a third generation falconer, and falconry is in your blood. You run the International Centre for Birds of Prey in the UK and you are one of the most important falconers, breeders and book writers in the world. It is a big honor for me to interview you for my blog Diário de estudos de falcoaria (Journal of falconry studies) and for the FalcoeirasBr website. Thank you very much for this incredible opportunity that will be of great help for all Brazilians falconers.

Usted es La tercera generación de cetreros, y La cetrería está en tu sangre. Usted administra el Centro Internacional de Aves Rapaces en el Reino Unido y es una de las más importantes cetreras, reproductora y escritora de libros del mundo. Es un gran honor para mi hacer esta entrevista para mi blog Diario de Estudios de Cetrería y para elsítio de FalcoeirasBr. Muchas gracias por esta increíble oportunidad que va a ser de gran ayuda para todos los cetreros brasileños.

FALCOARIA * FALCONRY * CETRERÍA

Como você define a falcoaria? É apenas caça ou você considera as praticas modernas tais como o controle de fauna e o uso de aves de rapina na educação ambiental como falcoaria também?

How do you define falconry? Is it only hunting or do you consider the modern practices such as fauna control and the use of raptors in environmental education as falconry, too?
¿Cómo usted define la cetrería?, ¿ Es solamente la caza o usted considera que las practicas modernas como el control de fauna y el uso de rapaces en la educación ambiental como cetrería también?

A maioria dos falcoeiros puristas define a falcoaria como a arte de treinar uma ave para capturar presas selvagens e permitir o falcoeiro de dividir esta experiência. Eu quietamente faço isso no pequeno tempo livre que disponho. Porém 99% do que eu faço usa termos de falcoaria, geralmente rapinantes que são usualmente utilizados na falcoaria e muito dos mesmos métodos de treinamento que tem sido usados há milênios, mas não seria considerado falcoaria pelos puristas!Tendo dito isto muitos dos métodos de treinamento e criação de raptores (e eu incluo corujas nesta palavra) tem melhorado grandemente nas últimas quatro décadas o que é uma coisa muito boa para a falcoaria.

No Reino Unido qualquer pessoa com uma ave de rapina no punho é considerada como falcoeiro pelo grande público. De todos os esportes de campo no Reino Unido a Falcoaria é a mais aceita principalmente porque pessoas como eu a tem tornado acessível ao público em demonstrações e por estarmos abertos à visitação pública.Meu pai foi um dos melhores falcoeiros conhecidos (Philip Glasier) ele era um falcoeiro até a essência, ainda sim ele entendia o valor de todas as aves de rapina, não apenas aquelas adequadas para a caça, e ele entendia a necessidade do público de valorizar a vida selvagem em todas as suas formas.

Há muitas pessoas no Reino Unido agora que estão aderindo à moda e na minha opinião não estão apenas fazendo isso de uma maneira muito equivocada, mas por todos as razões erradas, e sem intender que eles são na verdade uma ameaça para a falcoaria. O que nós fazemos no ICBP é muito próximo da verdadeira falcoaria e é claro nós a ensinamos também. Levar rapinantes para shoppings, colocá-los nas cabeças das pessoas, deixar crianças pequenas segurem aves que são grandes demais para elas ficarem seguras, permitir que qualquer pessoa passe a mão nas aves (o que é muito ruim para as suas penas) não é falcoaria, mas isso não é o que nós fazemos!

Most purist falconers define falconry as the art of training a bird to catch wild prey and allow the falconer to share in the experience. I quietly do this in what little spare time I have. However 99% of what I do uses falconry terms, often raptors that are traditionally used in falconry and much the same training methods that have been used for millennia, but would probably not be termed falconry by the purists! Having said that many of the training methods and husbandry of raptors (and I include owls in that word) have improved greatly in the last four decades which is a good thing for falconry.


In the UK anyone with a bird of prey on their fist is considered a falconer by the general public. Of all the field sports in the UK falconry is the most acceptable mainly because people like myself have made it accessible to the public in demonstrations and by being open to the public. My father was one of the best known falconers (Philip Glasier) he was a falconer to the very end, yet to his credit he understood the value of all birds of prey, not just those suitable for hunting, and he understood the need for the public to value wildlife in all its forms.

There are many people in the UK now who are jumping on that band wagon and in my opinion not only doing it very badly, but for all the wrong reasons, and without understanding that they are actually a threat to falconry. What we do at ICBP is pretty close to true falconry and of course we teach it as well. Taking raptors into shopping malls, putting them on people’s heads, letting small children handle birds that are far too large for them to be safe, allowing all and sundry to stroke raptors (which is very bad for their feathers) is not falconry, but that is not what we do!

La mayoría de los cetreros más puros definen la cetrería como el arte del entrenamiento de un pájaro para atrapar presas silvestres y permitir que el cetrero comparta de esta experiencia. Yo hago esto en silencio en el poco tiempo libre que tengo. Sin embargo el 99% de lo que hago utiliza términos de cetrería, a menudo aves rapaces que se utilizan tradicionalmente en cetrería y mucho de los mismos métodos de entrenamiento que se han utilizado durante miles de años, pero probablemente no sería denominado como cetrería por los puristas! Habiendo dicho eso, muchos de los métodos de entrenamiento y cría de aves rapaces (y yo incluyo búhos en esa palabra) han mejorado mucho en las últimas cuatro décadas, lo que es muy bueno para la cetrería.

En el Reino Unido cualquier persona con un ave de presa en su puño es considerada como cetrera por el público en general. De todos los deportes de campo en Reino Unido, la cetrería es la más aceptable sobre todo porque gente como yo la ha hecho accesible al público en presentaciones y por estarnos abierto al público. Mi padre fue uno de los cetreros más conocidos (Philip Glasier) él era un cetrero hasta el alma, sin embargo él entendía el valor de todas las aves de presa, no sólo las adecuados para la caza, y comprendía la necesidad de que el público valore la vida silvestre en todas sus formas.

Hay muchas personas en el Reino Unido ahora que están adhiriendo a la moda y en mi opinión no solamente están haciendo eso muy mal, pero por todas las razones equivocadas, y sin comprender que en realidad son una amenaza para la cetrería. Lo que hacemos en CIPA está bastante cerca de la verdadera cetrería y, por supuesto, la enseñamos también. Llevar rapaces para los centros comerciales, ponerlas en la cabeza de la gente, dejar que los niños pequeños manejen aves que son demasiado grandes para que estén seguros, permitir que todos pasen la mano en las rapaces (lo que es muy malo para sus plumas ) no es cetrería , pero eso no es lo que hacemos !

Qual seria o futuro da falcoaria?
What would be the future of falconry?
Cuál sería el futuro de la cetrería?

Você realmente tem que definir o país sobre o qual você está pensando. Eu suspeito que na Europa e possivelmente nos Estados Unidos haja mais grupos e pessoas que são contra manter rapinantes de qualquer maneira, do que em qualquer outra parte do mundo. Então para nós do Reino Unido o futuro da falcoaria é algo que nós temos que manter os olhos bem abertos para garantir que nós possamos continuar voando nossas aves. O futuro da falcoaria depende em grande medida das pessoas que praticam à falcoaria e também daqueles que estão reproduzindo as aves de rapina para venda. Todos precisam ser capazes de observar tudo o que estão fazendo e se avaliar eticamente e dizer para eles mesmos: eu não estou fazendo nada que possa causar dano à ave ou ao esporte da falcoaria.

You really have to define the country that you are thinking about. I suspect that Europe and possible the US have more people and groups who are anti the keeping of raptors in any way, than there are in other parts of the world. So for us in the UK the future of falconry is something that we have to keep a very sharp eye on to make sure that we can still fly our birds. The future of falconry lies to a greater extent in the hands of those practicing falconry. Also those who are breeding birds of prey for sale. All need to be able to look at all they are doing in an ethical manner and say to themselves I am doing nothing that would harm the bird or the sport of falconry.

Usted realmente tiene que decir cual país que usted está pensando. Yo sospecho que, posiblemente, en Europa y en los Estados Unidos hay más grupos y personas que están en contra el mantenimiento de aves rapaces de cualquier manera, que en otras partes del mundo. Así que para el Reino Unido el futuro de la cetrería es algo que tenemos que mantener los ojos bien abiertos para asegurarnos de que podemos seguir volando nuestras aves. El futuro de la cetrería depende en gran medida de las personas que practican la cetrería y también de aquellos que están reproduciendo las rapaces para venta. Todo el mundo tiene que ser capaz de observar lo que está haciendo y evaluar de manera ética y decirse a sí mismo: no estoy haciendo nada que pueda dañar el pájaro o el deporte de la cetrería.

COMEÇANDO NA FALCOARIA

STARTING IN FALCONRY

EMPEZANDO EN LA CETRERÍA

Como uma pessoa deve iniciar na Falcoaria?

How should a person start in falconry?
Cómo se debe empezar en la cetrería?

Novamente isso é apenas uma opinião mas a enorme diferença entre treinar um rapinante e treinar qualquer outra coisa é que você pode matar um rapinante se você cometer erros. Então leve isto em consideração e eu sou fortemente contra aqueles que alegam que querem fazer isto sozinhos e se beneficiar da experiência, porque na nossa experiência esse benefício não é para as aves de rapina. Eu acho que há várias formas, uma é achar um bom, e eu enfatizo a palavra bom, falcoeiro que esteja preparado para te ensinar. Há vantagens e desvantagens nisso.

Primeiramente nem todos os bons falcoeiros são bons professores,e muitos são falcoeiros porque eles não lidam bem com as pessoas. Vai levar muito tempo para aprender desta forma e você vai depender que alguém faça isso de boa vontade, o que pode causar problemas. Eu acredito que a melhor forma é participar de um bom, extenso, e sério curso, e você pagará pela sua instrução que irá habilitar você, você irá aprender com aves experientes que irão dar a você confiança, você deve ter a chance de pedir por conselhos e ajuda posteriormente, se este for um bom curso.

Nick Fox sempre costumava dizer que se você queria aprender a andar de cavalo você não deveria pegar um bronco destreinado, você aprenderia em cavalos já treinados e seguiria em frente daí, eu concordo totalmente com isso. Você, com certeza, tem que ter cuidado para escolher um bom curso, porque nem todos o são, certamente no Reino Unido. O outro fato muito importante a se lembrar é que depois de ter escolhido quem vai ajudá-lo, manter-se fiel com os seus conselhos. Conheço muitas pessoas que telefonam para pedir conselhos para uma tonelada de pessoas diferentes até que comecem encontrem o conselho que eles acham que é certo. Eu não tenho tempo para pessoas que fazem isso!

Again this is only an opinion but the huge difference between training a raptor and training anything else is that you can kill a raptor if you make mistakes. So taking that into consideration I am strongly against those who state they want to do it alone and benefit from the experience, because in our experience that benefit is not for the raptors. I think there are a couple of ways, one is to find a good and I stress the word good, falconer who is prepared to teach you. There are up sides and down sides to this.

Firstly not all good falconers are good teachers, and many are falconers because they don’t deal well with people. It will take much longer learning that way and you are reliant on someone doing this out of the goodness of their heart, which can cause problems. I believe the best way is to go on a good, extended, serious course, you will pay for your instruction which empowers you, you will learn on experienced birds which will give you confidence, you should have the chance to ask for advice and help afterwards if it is good course.

Nick Fox always used to say that if you wanted to learn to ride a horse you would not go and get an untrained bronco, you would learn on already trained horses and move on from there, I totally agree with that. You do however have to be careful to choose a good course because not all are, certainly in the UK. The other really important fact to remember is once you have chosen whoever is going to help you, stick with their advice. I have known many people who phone around for advice from a ton of different people until they get the advice they think is right. I have no time for people who do that!

De nuevo, esto es sólo una opinión, pero la gran diferencia entre el entrenamiento de un raptor y entrenamiento de cualquier otra cosa es que se puede matar a una rapaz si se comete errores. Así que teniendo en cuenta que estoy fuertemente en contra de aquellos que afirman que quieren hacer eso solos y beneficiarse de la experiencia, ya que en nuestra experiencia este beneficio no es para las aves rapaces. Creo que hay un par de maneras, una es encontrar un bueno y subrayo la palabra bueno, cetrero que esté dispuesto a enseñarte. Hay ventajas y desventajas en eso.

En primer lugar, no todos los buenos cetreros son buenos maestros, y muchos son cetreros porque no se ocupan bien con la gente. Tomará mucho más tiempo aprender de esa manera y estará dependiente de alguien que estará haciendo esto por bondad de su corazón, lo que puede causar problemas. Creo que la mejor manera es ir hacer un bueno, largo y serio curso, pagará por su instrucción que le autoriza, usted aprenderá con aves expertas lo que le dará confianza, usted debe tener la oportunidad de pedir consejos y ayuda después, si es buen curso.

Nick Fox siempre decía que si usted quería aprender a montar a caballo usted no iría a buscar un caballo salvaje sin entrenamiento, usted aprendería con caballos ya entrenados y continuaría de allí, y yo estoy totalmente de acuerdo con eso. Sin embargo, usted tiene que tener cuidado al elegir un buen curso, porque no todos son, sin duda en el Reino Unido. El otro hecho muy importante para recordar es una vez que haya elegido la persona que te va a ayudar, siga con sus consejos. He conocido a muchas personas que de llaman para un montón de diferentes personas pidiendo consejos hasta que encuentren uno que piensan que es correcto. ¡No tengo tiempo para las personas que hacen eso!

AUTORA DE LIBROS * BOOK WRITER * ESCRITORA DE LIBROS

Como você se tornou escritora de livros e como você avalia a importância do estudo para o falcoeiro? How did you become a book writer and how do you evaluate the importance of studying for becoming a falconer? ¿Cómo llegaste a ser una escritora de libros y cómo evalúa la importancia de estudiar para convertirse en un cetrero?

Me pediram para escrever meu primeiro livro depois que fizeram um filme sobre mim. Sobre o estudo eu acho que é vital principalmente porque se você entende sobre a espécie que você planeja ter, ou tem e voa, faz em vida selvagem, isso dará a você uma compreensão maior sobre como lidar com ela já estando treinada. Entender os rapinantes e o mais importante ser capaz de ler a sua linguagem corporal é fundamental.

I was asked to write my first book after there was a film made about me. As for studying I think it is vital mainly because if you understand what the species you are planning on having, or have and fly, does in the wild, it will give you a greater insight into how to work with it in the trained state. Understanding the raptors and importantly being able to read its body language is key.

Me pidieron que escribiera mi primer libro después de que hicieron una película sobre mí. Acerca de los estudios, creo que es de vital importancia sobre todo porque si usted entiende acerca de la especie que está planeando tener, o tiene y vuela, hace en vida libre, esto le dará un mayor conocimiento de cómo trabajar con ella estando entrenada. Comprender las rapaces y lo más importante, ser capaz de leer su lenguaje corporal es la clave.

REPRODUÇÃO * BREEDING * CRÍA

Hoje em dia como está o seu programa de reprodução? Quais espécies vocês estão reproduzindo? Elas são vendidas para falcoeiros ou reintroduzidas na natureza? Nowadays how is your breeding program? Which species are you breeding? Are they sold for falconers or reintroduced in the wild? Hoy en día, ¿cómo es su programa de cría? ¿Qué especies están criando? ¿Son vendidas para cetreros o reintroducidas en la naturaleza?

O nosso programa de criação nunca foi para fornecer aves para ninguém além de nós mesmos e para aprender sobre as diferentes espécies. Criamos uma série de espécies, e de vez em quando, se temos aves sobrando nós deixamos elas irem para outros centros ou indivíduos. Nós somos muito rigorosos e pedimos para ver fotos do alojamento, e pedimos e-mails nos dizendo por que eles querem as aves. Até que isso aconteça ninguém recebe quaisquer aves de nós.

Sobre a soltura, não reproduzimos aves para a libertação aqui, para fazer isso não poderíamos ser abertos à visitação pública e nem teríamos 73 espécies aqui, estaríamos privados com apenas algumas espécies ameaçadas de extinção. Para reproduzir seriamente para a soltura você precisa produzir um número razoável a cada ano. No entanto o que fazemos é compartilhar nosso enorme conhecimento com outras pessoas em projetos de reprodução para conservação, e foi assim que nos envolvemos na crise dos Urubus no Sul da Ásia, onde criamos um programa de reprodução, treinamos a equipe e estamos fortemente envolvidos na maioria dos aspectos do projeto.

Our breeding programme never was to provide birds for anyone other than ourselves and to learn about the different species. We breed a number of species, and on occasion if we have spare birds will let them go to other Centres or individuals. We are very strict and ask to see photos of the housing, and emails letting us know what they want birds for. Until this happens no one gets any birds from us.

On the release front, we do not breed birds for release here, to do that we would not be open to the public nor would we have 73 species here, we would be private with only a few endangered species. To breed seriously for release you need to breed a reasonable number each year. However what we do is share our enormous expertise with others on conservation breeding projects, which is how we got involved in the Vulture Crisis in South Asia where we have designed the breeding programme, trained the staff and are heavily involved in most aspects of it.

Nuestro programa de cría nunca fue para proporcionar las aves para cualquier persona que no sea nosotros mismos y para aprender acerca de las diferentes especies. Nosotros criamos una serie de especies, y en ocasiones, si tenemos pájaros extras, nosotros permitimos que ellos van para otros centros o individuos. Somos muy estrictos y pedimos para ver fotos de la vivienda, y los preguntamos por e-mail para que quieren las aves. Hasta que esto suceda nadie obtiene ningún pájaro de nosotros.

En términos de liberación, no criamos aves para la liberación aquí, para eso no podríamos estar abiertos al público, ni tendríamos 73 especies aquí, estaríamos privados con sólo unas pocas especies en peligro de extinción. Para criar seriamente para la liberación es necesario que se crie un número razonable a cada año. Sin embargo, lo que hacemos es compartir nuestra enorme experiencia con otros en proyectos de reproducción, que es como nos involucramos en la Crisis del Buitre en el sur de Asia, donde hemos diseñado el programa de cría, capacitamos al personal y estamos muy involucrados en la mayoría de los aspectos del mismo.

PROJETOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL * EDUCATIONAL ENVIRONMENTAL PROJECTS * PROYECTOS DE EDUCACIÓN AMBIENTAL

Qual é a importância dos projetos de educação ambiental para a conservação das aves de rapina? É importante para nós, falcoeiros, participar ativamente destes eventos ou projetos?

What is the importance of educational environmental projects for the conservation of the birds of prey? Is it important for us falconers to participate actively in these events or projects?

¿Cuál es la importancia de los proyectos de educación ambiental para la conservación de las aves de presa?, ¿ Es importante para nosotros cetreros participarnos activamente de estos proyectos o eventos?

É algo que falcoeiros podem estar envolvidos, na verdade, muitos estão, o Fundo Peregrine nos EUA, nós aqui no Reino Unido, todo o trabalho que Nick Fox faz, o projeto Mauritius Kestrel com Carl Jones, todos estes são falcoeiros que colocam sua experiência em projetos, tanto na pesquisa de reprodução em cativeiro quanto na educação. O aspecto da educação é crucial, porque se as pessoas não querem uma espécie de árvore, ave, mamífero e assim por diante, onde eles vivem,a espécie tem pouca chance de sobrevivência.

Na abordagem mais direta da educação, como fazer palestras em escolas e realizar eventos externos, sim, eles podem ser muito valiosos se bem feitos e sublinho o se bem feitos. Como eu disse antes de arrastar aves em ambientes inadequados, tais como centros comerciais e deixar todos passarem a mão neles e maltratar eles não é uma boa maneira de fazê-lo.

Demonstrações de vôo externos podem ser feitas muito bem ou podem ser terríveis, cabe aos falcoeiros entenderem que o que eles fazem na frente do público terá um efeito e que precisa ser pensado. Provavelmente o mais importante para além do bem-estar físico e mental dos pássaros é garantir que você não está incentivando as pessoas a fazer e obter o seu próprio pássaro sem qualquer entendimento ou conhecimento de como cuidar dele, a intensidade do ruído, o seu tempo de vida e assim por diante.

It is something that falconers can be involved in, indeed many are, the Peregrine Fund in the US, us here in the UK, all the work that Nick Fox does, the Mauritius Kestrel project with Carl Jones, all of these are falconers who put their expertise in the projects in both captive breeding research and education. The education aspect is crucial because if people don’t want a species of tree, bird, mammal and so on, where they live, it has little chance of survival.

In the more direct approach of education such as lecturing in schools and doing external events, yes they can be very valuable if done well and I stress the if done well. As I said before dragging birds into unsuitable environments such as shopping malls and letting all and sundry stroke and maul them is not a good way of doing it.

External flying demonstrations can be done really well or can be appalling, it is up to the falconers to understand that whatever they do in front of the public will have a knock on effect and that needs to be thought about. Probably the most important apart from the physical and mental welfare of the birds is to make sure that you are not encouraging people to do out and get their own bird without any understanding or knowledge of how to look after it, how noisy it is, how long it will live and so on.

Es algo que los cetreros pueden participar, de hecho muchos de ellos lo hacen, el Fondo Peregrino en los EE.UU., nosotros aquí en el Reino Unido, todo el trabajo que Nick Fox hace, el proyecto de Mauricio Kestrel con Carl Jones, todos estos son cetreros que ponen su experiencia en los proyectos, tanto en la investigación de cría en cautividad y en la educación. El aspecto educativo es crucial porque si la gente no quiere una especie de árbol, ave, mamífero y así sucesivamente, donde ellos viven, la especie tiene pocas posibilidades de sobrevivir.

En el enfoque más directo de la educación, como la docencia en las escuelas y haciendo eventos externos, sí que puede ser muy valiosa si se hace bien y yo subrayo la si se hace bien. Como dije antes, arrastrar las aves en ambientes no adecuados, como centros comerciales y dejar cualquier persona pasen la mano en ellas y las maltraten no es una buena manera de hacerlo. Demostraciones de vuelo externos se pueden hacer muy bien o pueden ser terribles, le corresponde a los cetreros que entender es importante que los cetreros comprendan que lo que ellos hacen frente a la opinión pública tendrá un golpe de efecto y que necesita ser pensado. Probablemente lo más importante aparte del bienestar físico y mental de las aves es asegurarse de que usted no está incentivando a la gente a salir y conseguir su propio pájaro sin ninguna comprensión o conocimiento de cómo cuidar de él, lo ruidoso que es, cúanto tiempo va a vivir y así sucesivamente.

CONSERVAÇÃO * CONSERVATION * CONSERVACIÓN

Você fala muito sobre conservação e você reproduz muitas espécies raras de corujas para ajudar na sua sobrevivência. Quais são as espécies mais ameaçadas de corujas hoje em dia? É a perda de habitat ainda a principal ameaça às corujas? Como poderiam os falcoeiros ajudar na sua sobrevivência?

You talk a lot about conservation and you breed many rare species of owls to help their survival. Which is the most endangered species of owls nowadays? Is the loss of habitat still the major threat to owls? How could falconers help their survival?
Usted habla mucho acerca de la conservación y usted cría muchas especies raras de búhos para ayudar su supervivencia. ¿Cuáles son las especies más amenazadas de búhos hoy en día? La pérdida de hábitat sigue siendo la principal amenaza para los búhos? ¿Cómo podrían los cetreros ayudar en su supervivencia?

Há seis espécies de corujas em estado crítico de extinção no momento, no entanto este o número está aumentando, as espécies criticamente ameaçadas são o nível mais alto da Lista Vermelha da IUCN, que você pode acessar on-line, muito mais espécies estão em perigo, ameaçada, vulnerável ou diminuindo.


http://www.oeco.org.br/dicionario-ambiental/27904-entenda-a-classificacao-da-lista-vermelha-da-iucn/

Provavelmente a melhor maneira dos falcoeiros ajudarem é aumentar a conscientização, dissipar alguns dos mitos em torno das corujas, muitas pessoas veem elas como portadoras de presságios como doenças ou de presságios de morte, que é claro para nós no Reino Unido que isso é lixo e se fosse esse o caso, eu deveria ter morrido há muito tempo! No entanto, para pessoas em outros países, pode ser uma grande coisa. Então ensinar as pessoas que as corujas são realmente importantes, eles pegam os ratos e camundongos que destroem colheitas e, geralmente, eles não causam quaisquer conflitos com os humanos, é um bom caminho a percorrer.

No entanto, você não precisa de uma coruja rara para fazer isso, assim como é realmente importante não ter abutres usados indiscriminadamente para a educação, quando muitos seriam mais valiosos em projetos de reprodução. Uma espécie comum é tão valiosa como uma ferramenta educacional, mas, novamente, certifique-se que usando animais vivos você não está incentivando outros a querer tê-los também. Isso pode ser contra-produtivo como vimos.

O outro aspecto é ensinar as pessoas que o habitat é vital e não apenas para as aves de rapina, mas para tudo, incluindo nós. Se derrubarmos todas as árvores e teremos um deserto como mundo. Árvores nos dão água, estabilidade do solo e oxigênio, além de serem bonitas e boas para a alma. E elas são um habitat para milhões de outros seres vivos cujas casas nós estamos destruindo muitas vezes sem uma boa razão a longo prazo.

There are six species of Critically Endangered Owls at the moment, however that number is increasing, the Critically Endangered species are the highest level of the IUCN Red List, which you can access online, many more species are Endangered, Threatened, Vulnerable or decreasing.

Probably the best way for falconers to help is to increase awareness, dispel some of the myths around owls, many people see them as ill omens or omens of death which of course to us in the UK is rubbish and if that were the case I should have died a long time ago! However to people in other countries it can be a big thing. So teaching people that owls are really important, they catch the rats and mice that destroy crops and generally they do not cause humans any conflicts, is a very good way to go.


http://www.iucnredlist.org/

However you do not need a rare owl to do this, just as it is really important not to have vultures used indiscriminately for education when many would be more valuable in breeding projects. A common species is just as valuable as an educational tool, but again, make sure that by using live animals you are not encouraging others to want to have them as well. That can be counter-productive as we have seen.

The other aspect is to teach people that habitat is vital and not just for raptors, but for everything including us. Take down all the trees and we will have a desert for a world. Trees give us water, soil stability and oxygen as well as being beautiful and good for the soul. And they are a habitat for millions of other living things whose homes we are destroying often for no good long term reason.

Hay seis especies de Búhos en peligro crítico de extinción en la actualidad, sin embargo, el número está aumentando, las especies en peligro crítico son el más alto nivel de la Lista Roja de la IUCN, que se puede acceder en internet, muchas más especies están en peligro de extinción, amenazadas, vulnerables o disminuyendo.

Probablemente la mejor manera de ayuda de los cetreros es aumentar la conciencia, disipar algunos de los mitos alrededor de los búhos, muchas personas los ven como portadores de presagios de enfermedad o presagios de muerte, que por supuesto a nosotros en el Reino Unido lo vemos eso como basura y si ese fuera el caso yo debería estar muerta hace mucho tiempo! Sin embargo, para las personas de otros países eso puede ser una gran cosa. Así que enseñar a las personas que los búhos son realmente importantes, que capturan las ratas y ratones que destruyen los cultivos y en general no causan conflictos a los seres humanos, es una muy buena manera de ayudar.

Sin embargo, usted no necesita un ave rara para hacer esto, así como realmente es importante no tener buitres usados indiscriminadamente para la educación cuando muchos serían más valiosos en proyectos de reproducción. Una especie común es tan valiosa como una herramienta educativa, pero de nuevo, asegúrese de que mediante el uso de animales vivos que tú no está incentivando a otros a querer tenerlos también. Eso puede ser contraproducente, como hemos visto.

El otro aspecto es enseñar a la gente que el hábitat es vital y no sólo para las aves rapaces, pero para todo, incluyendo nosotros. Corte todos los árboles y vamos a tener un desierto como mundo. Los árboles nos dan el agua, la estabilidad del suelo y oxígeno, además de ser hermosos y buenos para el alma. Y son un hábitat para millones de otros seres vivos cuyos hogares estamos destruyendo a menudo sin una buena razón a largo plazo.

MULHERES NA FALCOARIA * WOMEN IN FALCONRY * MUJERES EN LA CETRERÍA

Temos um grupo falcoaria feminino no Brasil chamado FalcoeirasBr e há cerca de 30 mulheres no Brasil que estão começando na falcoaria ou que já trabalham em empresas de controle de fauna usando a falcoaria.

We have a female falconers group in Brazil called FalcoeirasBr and there are around 30 women in Brazil that are starting in falconry or who already work in fauna control companies using falconry.

Tenemos un grupo de cetreras femeninos en Brasil llamado FalcoeirasBr y hay alrededor de 30 mujeres en Brasil que están empezando en la cetrería o que ya trabajan en empresas de control de la fauna mediante el uso de la cetrería.

Como você vê a presença das mulheres na falcoaria moderna? How do you see the presence of women in modern falconry?
Cómo usted ve la presencia de las mujeres en la cetrería moderna?

Não tenho a certeza que eu já tivesse alguma vez realmente considerada a presença de mulheres na falcoaria moderna. Certamente, até recentemente não havia muitas mulheres participando na falcoaria, mas isso está mudando rapidamente. Eu acho que eu gostaria de dizer que esta é provavelmente uma coisa boa, mas novamente, apenas se as mulheres fazerem o que elas estão fazendo bem e de preferência melhor do que os homens!

I am not sure I have ever really considered the presence of women in modern falconry. Certainly up until recently there were not many women partaking in falconry, but that is changing rapidly. I guess I would say that this is probably a good thing, but again, only if the women do whatever they are doing well and preferably better than the men!

No estoy segura de que me había considerado realmente acerca de la presencia de las mujeres en la cetrería moderna. Seguro que hasta hace poco no había muchas mujeres que tomaban parte en la cetrería, pero eso está cambiando rápidamente. Supongo que yo diría que este es probablemente una cosa buena, pero de nuevo, sólo si las mujeres hacen lo que están haciendo bien y preferiblemente mejor que los hombres!

Qual é o maior desafio para as mulheres na falcoaria hoje? What is the main challenge for women in falconry nowadays?
¿Cuál es el mayor desafío para las mujeres en la cetrería hoy?

Homens eu suspeito são o principal desafio, e muitas vezes as mulheres cometem o erro de tentar forçar muito, ou se fazerem ouvir muito, isso não é uma competição. Claro que eu sei que eu sou famosa por falar sobre estes temas, mas eu tenho feito este trabalho por 50 anos, e, no final, se você vai apenas progredindo e fazendo o que quer que você faça bem feito, as pessoas vão começar a tomar conhecimento. Suponho que eu tive que me esforçar muito mais do que se eu fosse homem, mas isso acontece para quase tudo onde os homens são maioria. No final pense sobre lobos e elefantes! As líderes são as fêmeas!

Basta pensar sobre o que você está fazendo, fazê-lo bem e, eventualmente, é menos provável que você seja ignorada e se você for ignorada, então quem quer que esteja sendo rude o suficiente para não perceber você ou suas opiniões provavelmente não é alguém com quem vale a pena perder tempo de qualquer maneira!

Provavelmente a pior coisa que as mulheres terão de enfrentar na falcoaria são as outras mulheres, é incrível como muitas mulheres me atacam em fóruns e coisas como o Facebook!! Mal sabem elas que eu não leio isso - eu simplesmente ignoro!

Men I suspect is the main challenge, and often women make the mistake of trying to push too hard, or make try to themselves heard too much, it is not a competition. Of course I know I am renowned for speaking out on topics, but I have been doing this job for 50 years, and in the end if you just keep going and do whatever you are doing really well, people will start to take notice. I suppose I have had to push a great deal harder than I would have had to have done had I been male, but that goes for almost anything where it is more dominated by males. In the end think about wolves and elephants! The leaders there are female!

Just think about what you are doing, do it well and eventually you are less likely to be ignored and if you are ignored, then whoever is being rude enough to take no notice of you or your opinions is probably not worth wasting time on anyway!

Probably the worst thing women will have to face in falconry is other women, it’s amazing how many females take a hit at me on forums and things like Facebook!! Little do they know that I don’t read it - I just ignore it!

Los Hombres son los que sospecho que sean el principal reto, y a menudo las mujeres cometen el error de tratar de forzar demasiado, o tratar de hacerse oír demasiado, no es una competencia. Por supuesto que sé que soy conocida por hablar sobre estos temas, pero he estado haciendo este trabajo durante 50 años, y al final es sólo seguir adelante y hacer lo que se está haciendo muy bien, y la gente comenzará a tomar nota. Supongo que haya tenido que esforzarme mucho más de lo que hubiera tenido que hacer si hubiera sido varón, pero eso es así para casi cualquier cosa donde los hombres dominan. ¡Al final piense en los lobos y elefantes!, ¡ Los líderes son las hembras!

Basta con pensar en lo que está haciendo, hacerlo bien y, finalmente, es menos probable que sea ignorada y si es ignorada entonces quien es lo suficientemente grosero a no hacer caso de usted o de sus opiniones, ¡probablemente no es una persona con quien vale la pena perder el tiempo en de todos modos!

Probablemente la peor cosa que las mujeres tendrán que enfrentarse en la cetrería son las otras mujeres, es increíble la cantidad de mujeres que me atacan en foros y cosas como Facebook !! Lo que no saben es que yo no leo esas cosas - ¡sólo las ignoro!

COMPREENDENDO AS CORUJAS * UNDERSTANDING OWLS *ENTENDIENDO LOS BÚHOS

O seu livro Entendendo corujas é um dos únicos dedicado só para elas, e deve ser lido por todas as pessoas que pensamem ter uma coruja. Como você decidiu escrever este livro? Como foi sua recepção em todo o mundo?
Your book Understanding owls is one of the only dedicated just to them, and it must be read by all people considering having an owl. How did you decide to write this book? How was its reception worldwide?
Su libro Comprendiendo los búhos es uno de los únicos dedicados sólo para ellos, y debe ser leído por todas las personas que consideran tener una lechuza. ¿Cómo usted se decidió a escribir este libro? ¿Cómo fue su recepción en todo el mundo?


Eu não tenho idéia por que mais pessoas não escreveram sobre corujas, embora existam alguns livros muito bons sobre corujas lá fora. Eu acho que ter tantas aves e treinar tantas corujas, isso me dá uma visão sobre elas que alguém com apenas uma ou duas corujas não é capaz de ter. Eu tenho que dizer que eu ao ver o meu livro sendo citado me faz perceber que eu deveria fazer outro, e deixar de lado alguns dos comentários que eu fiz, que ao longo de muitos hoje eu entendo mais sobre isso. Eu acho que as pessoas gostaram do livro, já que vendeu muito!

I have no idea why more people have not written about owls, although there are some very good books on owls out there. I guess having so many birds and training many owls, that gives me an insight into them that someone with only one or two is unable to get. I have to say I find having my book quoted makes me realise that I should do another one, and put right some of the comments that I made which over many more years I understand more about! I guess people liked the book as it did sell.

No tengo ni idea de por qué más personas no han escrito sobre búhos, aunque hay algunos muy buenos libros sobre búhos por ahí. Supongo que teniendo tantas aves y entrenando muchos búhos, eso me da una idea de ellos que alguien con sólo uno o dos no es capaz de conseguir. Tengo que decir que al ver mi libro citado me doy cuenta de que tengo que hacer otro, y dejar de lado algunos de los comentarios que he hecho que durante muchos más años hoy entiendo mucho más acerca de eso! Supongo que a la gente le gusta el libro ya que él realmente fue muy vendido.

Quando você se interessou em voar corujas e qual foi a sua primeira coruja? When did you get interested in flying owls and what was your first owl? ¿Cuándo usted se interesó por los búhos y cuál fue su primer búho?


Quando abrimos ao público esperando educá-los sobre as aves de rapina nós só voávamos algumas poucas aves, principalmente espécies de falcoaria, como falcões, buteos, gaviões e águias. Uma vez que começamos a entender que todas as aves de rapina diurna e noturna são a) incríveis e b) muito mal compreendidas, nós procuramos treinar outros grupos de aves de rapina, então começamos seriamente com as corujas no início da década de 1970 e eu tive um macho de Bufo-real que nós reproduzimos no Centro e que ia para a faculdade comigo em Londres, e assim ele cresceu e permaneceu como parte da minha vida por 38 anos, seu nome era Mozart.

When we opened to the public to hopefully educate them about birds of prey we only flew a very few birds, mainly falconry species such as falcons, buzzards, hawks and eagles. Once we started to understand that all birds of prey diurnal and nocturnal are a) amazing and b) very misunderstood, we looked at training other groups of raptors, so we started seriously with owls in the early 1970’s and I had a male Eurasian Eagle Owl that we bred at the Centre and who came to college with me in London as he grew up and remained a part of my life for 38 years, his name was Mozart.

Cuando abrimos al público para educarlos acerca de las aves de presa nosotros sólo volábamos muy pocas aves, principalmente las especies de cetrería como halcones, buitres, halcones y águilas. Una vez que empezamos a entender que todas las aves rapaces diurnas y nocturnas son a) increíbles y b) muy mal entendidas, nos fijamos en entrenar otros grupos de aves rapaces, así que empezamos en serio con los búhos en la década de 1970 y que había un varón de Eurasia Búho que nosotros criamos en el Centro y que iba a la universidad conmigo en Londres, y así él creció y siguió siendo una parte de mi vida durante 38 años, su nombre era Mozart.

Qual é a sua espécie de coruja favorita?

What is your favorite owl species?
¿Cuál es su especie favorita de Búhos?

Eu não tenho uma, e eu me esforço para não ter favoritos.

I don’t have one, I try very hard not to have favourites.

Yo no tengo una y yo me esfuerzo para no tener favoritos.


“As an owl sits looking at you, its round face, large head, forward-facing eyes, an alert look might persuade you that it is wise, as is so often stated. Sadly that is probably not the case, and having trained a fair number of owls now, I have to say that if there was anything going on in their heads I would be surprised.”

"Quando uma coruja se senta olhando para você, seu rosto redondo, cabeça grande, olhos voltados para a frente, um olhar atento pode persuadi-lo de que é sábia, como tantas vezes foi afirmada. Infelizmente isso provavelmente não é o caso, e tendo treinado um bom número de corujas agora, eu tenho que dizer que se tivesse alguma coisa acontecendo em suas cabeças eu ficaria surpresa. "

"Cuándo un búho se sienta mirando a ti, su cara redonda, cabeza grande, ojos mirando hacia el frente, una mirada de alerta podría persuadir a usted que es sabio, como tan a menudo se dice. Lamentablemente, eso probablemente no es el caso, y después de haber entrenado a un buen número de búhos ahora, tengo que decir que si había algo que se pasa en sus cabezas yo me sorprendería.”

Understanding owls

Você diz no seu livro que as corujas não são tão inteligentes como muitas pessoas pensam. É mais difícil treinar uma coruja do que as aves de rapina diurnas?

You say in your book that owls are not wise animals as many people think. Is it more difficult to train owls than the diurnal birds of prey? Why? Usted dice en su libro que los búhos no son animales tan inteligentes como las personas imaginan. ¿Es más difícil entrenar búhos que las aves de presa diurnas?

Você tem que se lembrar que as corujas são um táxons completamente diferente das aves de rapina diurnas, elas se comportam de forma diferente, tendo dito que eu não acho que as corujas eram tão sábias quanto as pessoas pensam, e eu estou feliz que eu disse isso, em vez de afirmar que eu não acho que elas eram sábias - ponto, eu gostaria de colocar um pedido de desculpas no próximo livro sobre corujas, porque não é que elas sejam sábias ou não, é que elas reagem de forma diferente de muitas aves de rapina diurnas. Mas o mesmo poderia ser dito sobre um número de espécies de aves de rapina diurnas também. Alguns dos gaviões de peinacho podem levar um longo tempo para decidirem voar para o punho, já os accipiters se movimentam como um relâmpago.

Aqui é onde conhecer e compreender as espécies em estado selvagem faz com que seja mais fácil de entender elas no estado treinado. Corujas tendem a não ser de fazer e acontecer, elas são discretas ao extremo e isso reflete em seu comportamento quando elas são treinados. Tenha em mente também que estamos geralmente voando nossas corujas na luz do dia particularmente em momentos do dia quando elas não estariam voando para fora no aberto, de modo que faz a diferença para como eles se comportam.

Lamento o que está acontecendo com as corujas no momento. Porque tende a ser melhor para o bem-estar da coruja para treinar uma ave criada à mão, torna-se um pouco mais fácil em alguns aspectos de possuir uma. Mas essas pessoas que colocam pequenas corujas, tais como as corujas Otus amarradas (o que eu desaprovo fortemente) ao lado de corujas Bufo reais, estão sendo muito cruéis com as suas aves. Seria como eu colocá-lo em uma gaiola ao lado de um tigre comedor de homem (mulher) sem você saber que a gaiola estava segura, você ficaria extremamente estressado e com razão.

Tigres que matam as pessoas são extremamente assustadores, eu estive perto de um e eu não estava confortável de forma alguma. Há um vídeo no Youtube de uma Ptilopsis leucotis amarrada que quando uma coruja de igreja é trazida para perto ela vai inchando o que é indicador de ameaça, quando mostrada uma Bufo Real ela aperta todas as suas penas e tenta não ser vista. Os idiotas fazendo isto deveria ter o pássaro tirado deles - eles estão deliberadamente assustando-o para fazer as pessoas rirem - eles não têm compreensão dos seus pássaros e certamente não tem sentimentos por eles, ou se eles tiverem, por que diabos eles estão submetendo sua coruja a esse tipo de tratamento cruel e completamente injustificado.

Não, corujas não são mais difíceis de treinar do que outras aves de rapina, eles só precisam de ser compreendidas e o treinamento precisa ser pensado, e o uso final da ave deve ser aceitável para a aquele indivíduo de coruja, para a sua espécie e para o resto das pessoas envolvidas com as aves de rapina.

You have to remember that Owls are a completely different taxa from the diurnal birds of prey, they behave differently, having said that I did not think that owls were as wise as people think, and I am glad I said that rather than stating that I did not think they were wise – period, I would put an apology in the next book about owls because it is not that they are wise or not, it is that they react differently from many diurnal birds of prey. But then the same could be said about a number of species of diurnal raptors as well. Some of the Hawk Eagles can take a long time to make up their minds about flying to the fist, where the accipiters move like greased lightning.

Here it is where knowing and understanding the species in the wild makes it easier to understand in the trained state. Owls tend not to be smash and grab merchants, they are stealth in the extreme and that reflects in their behavior when they are trained. Bear in mind too that we are usually flying our owls in the daylight particularly at times of the day when they would not be flying out in the open, so that makes a difference to how they behave.

I deplore what is happening with owls at the moment. Because it tends to be better for the welfare of the owl to train a hand-reared bird, it makes it a little easier in some respects to own one. But these people who put tiny owls such as scops owls tethered (which I strongly disapprove of) next to Eagle Owls are being very unkind to their birds. It would be like me putting you in a cage next to a known man (woman) eating tiger without you knowing that the cage was secure, you would be extremely stressed and rightly so.

Tigers that kill people are extremely scary, I have been near to one and I was not comfortable at all. There is a video on Youtube of a tethered White Faced Scops Owl that when a Barn Owl is brought close to it goes into it’s puffed up threat display, when shown an eagle owl it tightens all its feathers and tries not to be seen. The idiots doing this should have the bird taken away from them – they are deliberately scaring it to make people laugh – they have no understanding of their birds and certainly no feelings for them, or if they do, why the hell are they subjecting their owl to that sort of cruel and completely unjustified treatment.

No, Owls are not more difficult to train than other birds of prey, they just need to be understood and the training needs to be thought about, and the final use of the bird needs to be acceptable for the individual owl, the species and for the rest of the people involved in birds of prey.

Hay que recordar que Los búhos son de taxones completamente diferente de las aves de presa diurnas, se comportan de manera diferente, después de haber dicho eso yo no creo que los búhos no eran tan sabios como la gente piensa, y estoy contenta de haber dicho eso en vez de decir que no creía que ellos eran sabios - punto, yo pondré una disculpa en mi próximo libro sobre búhos porque no es que ellos sean sabios o no, es que reaccionan diferente a muchas aves de presa diurnas. Pero entonces lo mismo podría decirse de una serie de especies de rapaces diurnas también. Algunos de los águilas azores pueden tomar mucho tiempo para decidirse acerca de volar al puño, donde los accipiters se mueven como un relámpago.

Aquí es donde el conocimiento y la comprensión de la especie en la naturaleza haz que sea más fácil de entenderlas en el estado entrenado. Búhos tienden a no llamar la atención, son el sigilo en el extremo y eso refleja en su comportamiento cuando están entrenados. Tenga en cuenta también que estamos por lo general volando nuestros búhos en la luz del día sobre todo en los momentos del día cuando no estarían volando a la intemperie, por lo que hace una diferencia en cómo se comportan.

Deploro lo que está sucediendo con los búhos en este momento. Debido a que tiende a ser mejor para el bienestar de la lechuza para entrenar a un pájaro criado a mano, eso hace que sea un poco más fácil en algunos aspectos a tener una. Pero estas personas que ponen pequeños búhos como búhos Ota amarrados (lo que yo desapruebo fuertemente) al lado de búho real están siendo muy crueles con sus aves. Sería como si yo le pusiera en una jaula al lado de un tigre conocido por comer hombre (mujer) sin que supiera que la jaula estaba segura, usted se quedaría muy estresado y con razón.

Tigres que matan a la gente son muy atemorizantes, he estado cerca de uno y no estaba cómoda en absoluto. Hay un video en Youtube de un buhó Ptilopsis leucotis atado que cuándo una lechuza común se lleva cerca de ella, ella se hincha indicando la amenaza, cuando se muestra un búho real ella aprieta todas sus plumas y trata de no ser vista. Los idiotas haciendo esto debería tener el ave quitado de ellos – ellos están deliberadamente asustando el ave para hacer reír a la gente - ellos no tienen conocimiento de sus pájaros y ciertamente no hay sentimientos por ellos, o si lo tienen, ¿por qué diablos están sometiendo su búho a ese tipo de tratos crueles y completamente injustificados?.

No, búhos no son más difíciles de entrenar que otras aves de presa, sólo necesitan ser comprendidos y el entrenamiento tiene que ser pensado, y el uso final del pájaro tiene que ser aceptable para este búho individual, la especies y para el resto de las personas involucradas en las aves de rapiña.

Mesmo não sendo tão inteligentes, as corujas são "... nos dias de hoje, provavelmente, um dos grupos mais populares de aves que existem". Por que são tão populares hoje em dia corujas? É bom ou ruim para a conservação das corujas?
Even being not so intelligent, owls are “… these days probably one of the most popular group of birds there are”. Why are owls so popular nowadays? Is it good or a bad thing for the conservation of owls?
Aun no siendo tan inteligentes, los búhos son "... en estos días, probablemente, uno de los grupos más populares de las aves que hay". ¿Por qué son tan populares hoy en día los búhos? ¿Es bueno o malo para la conservación de los búhos?

Corujas nem sempre foram populares, mas no mundo desenvolvido há menos superstições sobre elas do que em muitos países e que eles são amadas por muitas pessoas. Eu suspeito que, em parte porque elas não são realmente vistas matando coisas como um accipiter e elas têm um rosto virado para a frente o que torna o seu olhar um pouco mais como o dos seres humanos. No Reino Unido elas são relativamente baratas, fáceis de obter e manejáveis. Isso é até que elas entrem em condição de reprodução e comecem a vocalizar a noite toda!

Se eu acho que isso é uma coisa boa para a conservação das corujas, provavelmente não. Não estou convencida de que muitas pessoas terem corujas em cativeiro é uma coisa boa, eu estaria se eu soubesse que elas estavam todas sendo mantidas e utilizadas moralmente, infelizmente este não é o caso.

Owls have not always been popular but in the developed world there are less superstitions about them than in many countries and so they are loved by many people. I suspect partly because they are not actually seen killing things as a Sparrowhawk is and they have a forward facing face which makes them look a little more like humans. They are, in the UK, relatively cheap, easy to obtain and manageable. That is until they come into breeding condition and start hooting all night! Do I think this is a good thing for the conservation of owls, probably not. I am not convinced that many people having owls in captivity is a good thing, I would be if I knew they were all being kept well and used morally, sadly this is not the case.

Búhos no siempre han sido populares, pero en el mundo desarrollado hay menos supersticiones sobre ellos que en muchos países y por lo tanto son amados por muchas personas. Sospecho que, en parte porque no son realmente vistos matando cosas como los accipiters y tienen una cara que mira hacia delante que hace que sean vistos un poco más como los seres humanos. En el Reino Unido los búhos son relativamente baratos, fáciles de obtener y manejables. Eso es hasta que entran en estado de reproducción y comienzan a vocalizar toda la noche!

Si yo creo que esto es una bueno para la conservación de los búhos, probablemente no. No estoy convencida de que muchas personas teniendo búhos en cautiverio sea una buena cosa, yo tendría si yo supiera que están todos siendo mantenidos bien y utilizados moralmente, por desgracia esto no es el caso.

“ E até mesmo como aves a serem usadas para a caça, embora eu tenha que dizer que eu acho que elas estão longe de serem ideais para esse último objetivo ou finalidade."

“And even as birds to use for hunting, although I have to say I think they are far from ideal for that last objective or aim”

“Y incluso como aves a utilizar para la caza, aunque tengo que decir que creo que estén lejos de ser ideales para ese último objetivo o finalidad "

Understanding owls

Você realmente não recomenda corujas para a caça, embora você descreve como você deve treiná-las para este uso e recomenda a grande coruja orelhuda como um das melhores para a caça. Existem muitas pessoas caçando com corujas na Inglaterra? You really don´t recommend owls for hunting, although you describe how you should train them for this use and recommend the great horned owl as the best one for hunting. Are there many people hunting with owls in England? ¿Usted realmente no recomienda los búhos para la caza, aunque usted describe cómo entrenarlos para este uso y recomendar el búho real como el mejor para la caza. ¿Existen muchas personas cazando con los búhos en Inglaterra?

Não, eu não recomendo corujas para a caça, eu teria pensado que um dos principais pontos de caçar com um raptor é ser capaz de ver todo o evento natural acontecendo, se você caçar uma coruja de noite o que você está conseguindo, além de permitir que sua coruja cace? No entanto, realmente não importa o que eu acho que sempre haverá pessoas que querem fazê-lo, e portando escrevendo assim sobre isso. Quanto se há alguém caçando uma coruja no Reino Unido, eu não tenho a menor ideia!

No I don’t recommend owls for hunting, I would have thought that one of the main points of hunting with a raptor is to be able to see the whole natural event happening, if you hunt an owl at night what are you achieving, apart from allowing your owl to hunt. However it really does not matter what I think there will always be people who want to do it, thus writing about it. As for is there anyone hunting an owl in the UK, I am afraid I have not got a clue!

No recomiendo búhos para cazar, yo habría pensado que uno de los principales puntos de la caza con una rapaz es ser capaz de ver todo el evento natural pasando, si usted caza con un búho por la noche ¿qué estás logrando, además de permitir que tu lechuza pueda cazar? Sin embargo, realmente no importa lo que yo creo que siempre habrá gente que quiere hacerlo, y por lo tanto escribir sobre eso. En cuanto si hay alguien cazando un búho en el Reino Unido, me temo que no tengo ni idea!

"Assim como com as aves de rapina diurdas, os iniciantes não deveriam considerar as pequenas corujas. Quanto menor a ave, mais fácil de baixar o seu peso demais e você irá matá-la."

“As with training diurnal birds of prey, beginners should not consider the smaller owls. The smaller the bird, the easier it is to bring its weight down too low and you will kill it.”

"Así como con las aves rapaces diurnas, los iniciantes no deberían pensar en tener un pequeño búho. Cuánto menor la ave, más fácil es bajar su peso demasiadamente y usted la matará".

Understanding owls

Você recomendaria como uma coruja para iniciantes a Bufo Real Bengal, mas infelizmente não é uma opção para os falcoeiros brasileiros. No Brasil, não estamos autorizados a levar os pássaros da natureza ou para criá-los. Nossa única opção é comprar de um criador e temos apenas duas espécies disponíveis: a coruja de igreja e a orelhuda. Você diz que em seus livros que você nunca recomendaria uma coruja de igreja como um primeiro pássaro, mas considerando nossas opções limitadas, qual é a melhor escolha como o primeiro pássaro?

You recommend as a first owl for beginners the Bengal eagle owl, but unfortunately it´s not an option for Brazilian falconers. In Brazil we are not allowed to take birds from nature or to breed them. Our only option is to buy from a breeder and we have only two species available: the barn owl and the great horned owl. You say in your books that you never recommend a barn owl as a first bird, but considering our limited options, which one is the best choice as the first bird?
Usted recomienda como primer búho para los principiantes el búho real de Bengala, pero lamentablemente no es una opción para los cetreros brasileños. En Brasil no se nos permite tomar las aves de la naturaleza o para criarlas. Nuestra única opción es comprar de un criador y tenemos sólo dos especies disponibles: La lechuza común y el búho real. Usted dice en sus libros que nunca recomienda una lechuza común como un primer pájaro, pero teniendo en cuenta nuestras opciones limitadas, ¿cuál es la mejor opción como el primer pájaro?

Eu nunca recomendaria uma pequena ave de rapina diurna ou noturna, um pássaro de tamanho médio é provável que seja mais robusto e consegue lidar com todos os erros que um novato vai fazer. A enorme diferença entre treinar um pássaro, e treinar um cão ou cavalo é que, se você errar com um cão ou um cavalo que você vai acabar com um mal comportado. Se você errar com um pequeno pássaro que você vai definitivamente acabar com um mal comportado, mas você pode facilmente também acabar com um morto. E eu não acho que isto seja aceitável.

A questão não é qual coruja é a melhor, mas o que você quer fazer com ela, é a mesma escolha novamente para um cão ou um cavalo, você escolhe o melhor para o que você quer fazer. Então, se você me perguntasse isso de novo eu diria que o que você quer fazer com uma coruja, tendo em conta que uma Bubo pode viver até 40 anos, você continuara com isso?

I never recommend a small bird of prey diurnal or nocturnal, a medium sized bird is likely to be more robust and cope with any mistakes that a novice will make. The huge difference between training a bird, and training a dog or horse is that if you screw up with a dog or horse you will end up with a badly behaved one. If you screw up with a small bird you will definitely end up with a badly behaved one, but you can easily also end up with a dead one. And I don’t think that is acceptable.

The question is not which owl is best, but what do you want to do with it, it’s the same choice again for a dog or a horse, you choose the one best for what you want to do. So if you asked me that again I would say what do you want to do with an owl, bearing in mind that a large Eagle Owl can live up to 40 years are you going to take that on?

Yo nunca recomiendo una pequeña ave rapaz diurna o nocturna, un ave de tamaño mediano es probable que sea más robusta y consiga hacer frente a cualquier error que un novato hará. La enorme diferencia entre el entrenamiento de un pájaro, y el entrenamiento de un perro o un caballo es que si metes la pata con un perro o un caballo el resultado será solo un mal comportamiento. Si metes la pata con un pequeño pájaro sin duda terminará con una ave con mal comportamiento, pero fácilmente puede también terminar con ella muerta. Y yo no creo que eso sea aceptable.

La cuestión no es que lechuza es mejor, pero ¿qué es lo que quieres hacer con ella?, es la misma elección de nuevo para un perro o un caballo, usted puede elegir lo mejor para lo que quieres hacer. Así que si usted me preguntara de nuevo eso yo diría qué es lo que quieres hacer con un búho, teniendo en cuenta que un gran búho real puede vivir hasta 40 años, vas a proseguir con eso?


"Eu sinto muito fortemente que é cruel, imprudente e francamente terrível (tanto para a coruja quanto para o instrutor) treinar corujas que não tenham sido criados à mão. Agora tenho a certeza de que há pessoas que fizeram isso e que vão dizer que é o mesmo que treinar um pássaro de rapina diurno que tenha sido criado pelos pais. Eu sinto muito, mas não concordo. Nós tentamos treinar corujas "selvagens" - ou seja, criadas pelos pais aqui, e algumas espécies vão tentar morrer em vez de responder ao treinamento, outras permanecem muito selvagens, e nenhuma delas em nossa experiência gostam do treinamento. Nem acabam sendo agradáveis, mansas, aves amigáveis, ou tornam-se tão relaxadas sobre a vida como as criadas à mão. Para fazê-las trabalhar elas têm que ter o peso reduzido de forma bem dura, e simplesmente não vale a pena."

“I feel very strongly that it is cruel, unwise and downright misery (both to the owl and the trainer) to train owls that have not been hand-reared. Now I am quite sure that there are people who have done this and who will say that it is the same as training a diurnal bird of prey that has been parent-reared. But I am afraid I don´t agree; we have tried to train ‘wild’ – that is, parent-reared owls here, and some species will try to die rather than respond, other remains very wild, and none of them in our experience enjoy the training. Nor do they end up being nice, tame, friendly birds, or become anywhere near as relaxed about life as a hand-reared bird. To get them to work they have to be cut down in weight very hard, and it is just not worth it.”

"Creo firmemente que es cruel, poco inteligente y francamente (tanto para la lechuza y el entrenador) entrenar lechuzas que no han sido criadas a mano. Ahora estoy bastante segura de que hay personas que han hecho esto y que va a decir que es la misma que entrenar un ave rapaz diurna que ha sido criado por los padres. Pero temo que no estoy de acuerdo; hemos intentado entrenar "salvaje" - es decir, búhos criados por los padres aquí, y algunas especies intentarán morir antes que respondan, otras continúan muy salvajes, y ninguna de ellas en nuestra experiencia disfruta del entrenamiento. Tampoco terminan siendo agradables, domésticas, pájaros amigos, o se convierten en cualquier cosa cerca de relajadas acerca de la vida como un pájaro criado a mano. Para llegar a trabajar hay que reducir su peso de manera muy dura, y simplemente no vale la pena ".

Understanding owls

Aqui no Brasil as pessoas discutem muito sobre qual a melhor forma de criar uma coruja para treinamento. Muitas pessoas acham que imprintar corujas é o mesmo que imprintar falcões. Apesar de que os criadores só as vendem criadas na mão e nos enviam quando elas estão com 30-45 dias, algumas pessoas acham que o melhor seria ter as corujas criadas pelos pais e depois amansadas.

Here in Brazil people discuss a lot which is the best way to raise an owl for training. Many people think imprinting owls is the same as imprinting falcons. Although the owl´s breeders normally only sells them hand-reared and send to us when they are 30-45 days old, some people think the best would be to have them parent-reared and tamed after.

Aquí en Brasil la gente habla mucho acerca de cuál seria la mejor manera de crear un búho para entrenarlo. Muchas personas piensan que la impronta de búhos es lo mismo que en los halcones. Aunque los criadores de búhos normalmente sólo los venden criados en mano y los envian a nosotros cuando tienen 30-45 días de edad , algunas personas piensan que lo mejor sería tener un búho creado por los padres y domesticado después.

Como eu disse no início, corujas pensam se comportam e agem de forma diferente das aves de rapina diurnas. Sobre o assunto de aves de rapina diurnas eu particularmente não gosto de imprints, eu acho que as águias imprint podem ser muito perigosas, e eu não posso ver o motivo de imprintar um falcão, eles são muito fáceis de treinar e muito melhor em termos de boas maneiras se forem criados pai. Eu começo a pensar que, eventualmente, as pessoas não vão se lembrar de como treinar um pássaro criado pelos pais !!! Eu tenho um macho de Sparrowhawk imprint (accipiter nisus), o qual eu voo para minha própria satisfação, mas por outro lado quase todas as aves que temos aqui são pai criados incluindo o nosso açor. No entanto não as corujas se vamos treiná-las.

Como eu disse em meu livro quando tentamos treinar corujas essencialmente silvestres têm sido muito mais difícil do que qualquer ave de rapina diurna, e eu sinto que não há nenhum ponto em colocá-los através do que é um tipo muito mais estressante do treinamento se eu Não é necessário. Deixe-me acrescentar aqui que o estresse não é necessariamente uma coisa ruim, todas as coisas vivas lidam com o estresse diariamente, e em particular os animais em estado selvagem, é um acontecimento natural, no entanto, também é importante se certificar de que ele seja reduzido tanto quanto possível.

Não apenas eu tentei treinar corujas criadas pelos pais como também corujas selvagens feridas, mas tenho visto muitos destes sendo tratado em centros de reabilitação nos EUA e levadas para lugares públicos para a educação, eu raramente vi um pássaro relaxado, sua linguagem corporal é sutil , mas perfeitamente possível de ler, se você as observa como eu tenho feito nos últimos 60 anos. Então, por que fazê-lo se você não precisa. Nós tentamos cresh rear todas as nossas (quando se cria na mão mas as aves ficam sempre em grupo, junto com outros filhotes da mesma espécie) , e até mesmo para coloca-las na muda com outros para que eles permaneçam em parte coruja.. Desta forma, você pode remover alguns dos problemas da criação de um imprint.

Quanto a não criar um imprint alimentar, você fazê-lo da mesma forma que com um falcão, deixe-o aprender a se alimentar sozinho logo no início e certifique-se que ele não o associe com a comida. No entanto corujas não são realmente estúpidos e elas acabarão precisar de estarem em um peso de voo decente e elas irão ir até você para o alimento!

Em relação ao barulho – esqueça-o, se você vive em algum lugar em que a vocalização das corujas é um problema - não tenha uma coruja. É tão simples quanto isso. Elas são criaturas barulhentas e eu sinto muito mas assim que elas entrem em condição de reprodução elas se tornaram vocais , e você vai ter que conviver com isso. Tenha em mente também que as fêmeas, uma vez em condição de reprodução, provavelmente, começaram a colocar ovos, mais uma vez você tem que lidar com isso. Dê-lhes uma agradável área de nidificação, de preferência fora do chão, as deixe colocar os ovos e deixem elas com eles. Uma vez que elas começam a pôr elas vão continuar fazendo isso, se você remover os ovos elas podem muito bem manter a “reciclagem” o que poderia levar a problemas de saúde.

Nossa Bufo-real põe ovos todos os anos, nós a usamos como uma incubadora de ovos de águia e, eventualmente, nós normalmente damos a ela uma coruja selvagem órfão para criar e, em seguida, ela pode ser voada no inverno.

As I said at the beginning, owls think, behave and act differently from the diurnal raptors. On the subject of diurnal raptors I don’t particularly like imprints, I think that imprint eagles can be very dangerous, and I can’t see the point in imprinting a falcon, they are very easy to train and much nicer in terms of manners if they are parent reared. I begin to think that eventually people will not even remember how to train a parent reared bird!!! I do have an imprinted male Sparrowhawk (musket) whom I fly for my own gratification, but otherwise almost all the birds we have here are parent reared including our goshawk. Not however the owls if we are going to train them.

As I said in my book when we have tried to train essentially wild owls they have been very much more difficult than any diurnal raptor, and I feel that there is no point in putting them through what is a much more stressful type of training if I don’t have to. Let me add here that stress is not necessarily a bad thing, all living things deal with stress on a daily basis, and particularly animals in the wild, it is a natural happening, however it is also important to make sure that it is reduced as much as possible.

Not only have I tried to train parent reared and also wild injured owls but I have seen many of these being handled at rehabilitation centres in the US and taken to public places for education, I have rarely seen a relaxed bird, their body language is subtle, but perfectly possible to read if you have watched as many as I have in the last 60 years. So why do it if you don’t have to. We try to cresh rear all ours, and even to moult them in with others so that they remain partly owl as it were. This way you can remove some of the problems of creating an imprint.

As for the noise – forget it, if you live somewhere that the vocalese of owls is a problem – don’t have an owl. It is as simple as that. They are noisy creatures and I am afraid that once they come into breeding condition they will get vocal, and you will have to live with it. Bear in mind too that females once in breeding condition will probably start to lay eggs, again you are stuck with it. Give them a nice nesting area, preferably off the ground, let them sit the eggs and leave them to it. Once they start to lay they will go on doing it, if you remove eggs they may well keep recycling and that could lead to health issues. Our Eurasian Eagle Owl lays every year, we use her as an incubator for eagle eggs and eventually we usually give her an orphan wild owl to rear and then she can be flown in the winter.

As for not making them a food imprint, you do it the same way as with a falcon, allow it to learn to feed on its own early on and make sure that it does not associate you with food. However owls are actually not stupid and they will eventually need to be a decent flying weight and they will be coming to you for food!

Como dije al principio, los búhos piensan, compártanse y actuan de manera diferente de las rapaces diurnas. Sobre el tema de las aves rapaces diurnas no me gusta especialmente el imprint, creo que las águilas imprint pueden ser muy peligrosas, y no puedo ver el motivo de hacer imprint en un halcón, ya que son muy fáciles de entrenar y es mucho mejor en términos de comportamiento si son criados padres. Empiezo a pensar que con el tiempo la gente ni siquiera recordará cómo entrenar a un pájaro creado por los padres !!! Tengo una Gavilán macho imprint (Accipiter nisus) a quien yo vuelo para mi propia satisfacción, pero por lo demás casi todas las aves que tenemos aquí son los padres quien las crían incluyendo nuestro azor. No obstante no a los búhos si vamos a entrenarlos.

Como dije en mi libro cuando hemos tratado de entrenar búhos esencialmente salvajes ha sido mucho más difícil que cualquier rapaz diurna, y creo que no hay ningún motivo en ponerlos en un entrenamiento que es mucho más estresante si no hay motivo para hacerlo. Quisiera añadir aquí que el estrés no es necesariamente una cosa mala, todos los seres vivos lidian con el estrés a diario, y en particular a los animales en su hábitat natural, es un acontecimiento natural, sin embargo, también es importante asegurarse de que se lo reduce tanto como sea posible.

No sólo he intentado entrenar búhos creados por los padres y búhos salvajes lesionados como también he visto muchos de estos siendo manejados en los centros de rehabilitación en los EE.UU. y llevados a lugares públicos para la educación, y pocas veces he visto un pájaro relajado, su lenguaje corporal es sutil , pero perfectamente posible de leer si usted los ha observado como lo he hecho en los últimos 60 años. Así que ¿por qué hacerlo si no hay que hacerlo? Tratamos de cresh rear (cúando se crea en la mano pero poniendo las aves juntas) todos los nuestros, e incluso a la muda los ponemos con los demás para que sigan siendo parte búho por así decirlo. De esta manera usted puede eliminar algunos de los problemas de la creación de un imprint.

En cuanto a no hacer un imprint alimentar, lo haces de la misma manera que con un halcón, deje que aprenda a alimentarse por sí mismo desde el principio y asegurase de que él no le asocia con los alimentos. Sin embargo búhos en realidad no son tontos y que eventualmente tendrán que estar un peso de vuelo decente y ellos vendrán a usted por comida!

En cuanto al ruido - olvídalo, si usted vive en alguna parte que la vocalización de los búhos es un problema - no tenga un búho. Es tan simple como eso. Son criaturas ruidosas y me temo que una vez que entran en condición reproductiva empezarán a vocalizar, y usted tendrá que vivir con ello. Tenga en cuenta también que las hembras, una vez en condiciones de cría probablemente comenzarán a poner huevos, una vez más tendrá que convivir con eso. Dales una buena zona de anidación, preferiblemente fuera de la tierra, dejen que reposen los huevos y los dejen con la misma. Una vez que comienzan a poner van a seguir haciéndolo, si se quita los huevos bien pueden mantener “el reciclaje” y esto puede causar problemas de salud. Nuestra Eurasia Búho real pone huevos todos los años, la utilizamos como una incubadora de huevos de águila y normalmente le damos un búho huérfano salvaje para que ella lo críe y entonces se la puede volar en el invierno.


Muito obrigada pela Entrevista!

Thank you very much for the interview!

Muchas gracias por la entrevista!

#birdsofprey #Corujasowls #interviewentrevista #diariodefalcoaria #FalcoariaFalconrycetreria

14 visualizações

Webmaster: Kátia Boroni I  MTB: 002.0435/MG

Copyright © 2015-2020 - Diário de Falcoaria - All rights reserved