• Kátia Boroni

Beetles and Hawks



Nos dias 31/04 e 01/05 ocorreu no vale verde o 13º encontro do Clube do Fusca e é claro que eu não poderia perder um evento de fuscas, afinal ganhei de presente um Fusca 73 de minha mãe e sou apaixonada por ele.

Pela primeira vez o Corujando por aí participou do Educafalco, com a presença também do meu tutor de falcoaria Mateus Maia. Foi uma tarde muito agradável onde todos puderam ter contato com as aves e aprender o que é falcoaria, a importância da conservação das aves, desmistificar mitos e crendices populares, e encantar a todos com a presença das aves Lira - coruja de igreja (tyto furcata), Lancelot – águia de cauda branca (Buteo albicaudatus), e Hórus e Pandora, os gaviões asa de telha do parque (Parabuteo unicinctus).

O Fusca

Em 1968 foi lançado pela Walt Disney um filme que marcou época e foi um dos responsáveis pela enorme popularidade de um carro que até hoje vive no nosso imaginário e nas ruas de todo o mundo: O fusca!


O filme “Se meu fusca falasse”, com título original Love Bug conta as aventuras de Herbie, um fusca antropomórfico branco pérola, um fusca de corrida que vive aventuras incríveis com seu motorista Jim Douglas e com Carole Bennet, sua namorada. Este fusca que só faltava falar fez tanto sucesso nos cinemas que em 1974 foi feita a continuação “As novas aventuras do fusca” (Herbie Rides Again). Neste filme Herbie e seus amigos enfrentam o malvado vilão Alonzo Hawk.

Hawk para quem não sabe é como chamamos as aves de rapina em geral em inglês, e mais uma vez percebemos que mesmo quando elas não são os personagens, elas acabam sendo vilãs de alguma forma na maioria dos filmes ou desenhos. Para desmistificar que os Hawks são inimigos dos fuscas, lá fomos nós participar mais uma vez do Educafalco e ajudar a mostrar como as aves de rapina são amigas e não inimigas da natureza, e é claro, dos fusquinhas!

O EVENTO


Dezenas de fuscas chegaram em "fusqueata" ao parque Vale Verde. Várias cores e modelos de fusca, inclusive o New Beetle marcaram presença neste evento tão especial. Famílias inteiras, jovens, adultos e crianças, todos compartilhando a mesma paixão: os fuscas. O Clube do Fusca possui integrantes entusiastas e super simpáticos. Participar dos encontros é uma ótima maneira de conhecer mais sobre estes carros especiais, fazer contatos, inclusive de mecânicos, e marcar passeios.

Os membros puderam aproveitar todas as atrações do parque, e especialmente para este evento contaram com a presença do Corujando por aí, além do Educafalco do parque. Todos se encantaram com as aves de rapina e aprenderam bastante sobre estes animais fantásticos.

O CLUBE DO Fusca BH


O Clube do Fusca Belo Horizonte foi criado em 4 de maio de 2003 pelo saudoso e eterno presidente Amauri Lúcio de Oliveira, com o objetivo de reunir apaixonados por Fuscas – donos de algum exemplar ou não – , promovendo eventos e proporcionando momentos de alegria e descontração a seus membros.


Os encontros, realizados periodicamente pelo Clube, possibilitam a troca de informações sobre peças e acessórios, diferenças entre modelos, anos de fabricação, restaurações, e muito bate papo informal. Ao longo de quase 13 anos, foram realizados mais de 150 encontros e fusqueatas em prol do mais popular de todos os carros. Cidades mineiras como Tiradentes, Passa Tempo, Betim, Contagem, Caeté, Pedro Leopoldo, Brumadinho, Jaboticatubas, Baldim, Lagoa Santa, Sete Lagoas, e até mesmo Asunción, capital do Paraguai, receberam oClube do Fusca Belo Horizonte de braços abertos. Para participar do Clube, basta comparecer aos nossos encontros e eventos.

Fonte: Site Clube do Fusca Belo Horizonte

Agradecimentos

Obrigada ao Clube do Fusca, ao Vale Verde, a todos do Educafalco e ao meu tutor por mais um lindo evento de Educação Ambiental.

Até a próxima edição do Corujando por aí, e em breve com a participação da minha coruja Sophia!

Beijos,

Kátia Boroni.

Clique para mais informações:

Clube do Fusca

Corujando por aí

Diário de Falcoaria

Para mais fotos, acesse a página Corujandoporai

https://www.facebook.com/corujandoporai/?fref=ts

#Corujandoporaí #diariodefalcoaria

3 visualizações

Kátia Boroni é jornalista, e escreve sobre Falcoaria, aves de rapina e

Educação ambiental para os sites Diário de Falcoaria e Corujando por aí. 

 

Kátia Boroni is a journalist, and writes about Falconry, birds of prey and environmental education for the websites Diário de Falcoaria and Corujando por aí.

Webmaster: Kátia Boroni 2015

 MTB: 002.0435/MG